Por que há questões que são melhor respondidas com novas indagações!

quarta-feira, 14 de abril de 2010

O bilhete de loteria...


Alguma vez já teve a sensação de conferir os números sorteados, a certeza do prêmio máximo e se lembrar que não jogou? Estou vivendo isso agora. Um gosto do que poderia ter sido e não foi. E preciso finalizar ainda assim, meu projeto dos sonhos que não chegou aonde eu queria...

Me lembrei do ano passado quando tivemos um problema com a tubulação da água quente aqui de casa e passamos 15 dias tomando banho frio, no inverno(!). Vou te dizer, foi duro. Eu entrava no chuveiro e ficava uns minutos ensaiando a entrada. Sabia que aquela água gelada iria arder na pele e que era inevitável. Lavar os cabelos... Era inevitável! Então eu ficava ali do cantinho do box, tentando entrar e fugindo... o quanto podia... mas não podia. E entrava.

Estou neste momento. Eu sei que vai arder, mas não tenho como evitar. Minha vida profissional e todos os passos que planejei para o meu futuro dependem desta ação. Pode não ser mais o prêmio máximo, o prêmio prometido, desejado, que poderia ter sido... Mas é alguma coisa, e eu preciso enfrentar.

Ai... Onde se encontra coragem para enfrentar o que nos fere? Encerrar uma etapa e seguir em frente?

Desculpem o desabafo sem pé nem cabeça, mas pode ter certeza, foi importante para mim.

Um beijo a todos. Que semana que vem eu esteja com melhor ânimo após encerrar este trabalho que me aflige.

Tati.

10 comentários:

marliborges disse...

Bom Dia, Tati,
gostei da pergunta "... Onde se encontra coragem para enfrentar o que nos fere, encerrar uma etapa e seguir em frente?" Penso que ainda não houve uma decisão verdadeira a respeito. Depois que a gente decide, de verdade,a coragem "vem" e partimos sem demora para a ação! Pelo menos comigo funciona assim. Não dá pra ficar "enrolando", a vida passa muito depressa amiga. Quando a gente vê, já era! Beijo grande.

Bordados e Retalhos disse...

Tati, só as pessoas corajosas se questionam dessa forma.Só as muito corajosas falam desse sentimento de dúvida e fragilidade. Se Deus quiser tudo vaidar certo amiga. bjs

Meri Pellens disse...

Em um momento ou outro todos temos uma situação assim p enfrentar. Boa sorte, amiga! O Senhor vai contigo.
Namastê!

Ana Cristina Cattete Quevedo disse...

Que o medo não te paralise!
É só o que tenho a dizer.
Porque também estou nesse dilema!

Beijo!

Silvia Masc disse...

Você é corajosa e valente, fica claro no seu questionamento.Vá em frente e força moça.

beijinho

Katia disse...

Oi Tati. Que bom poder entrar em contato com alguém em quem vejo refletidas muitas das inquietações que me inspiram a ser uma pessoa melhor. Neste simples desabafo vejo toda a sensibilidade de uma pessoa que não despreza a razão... Adorei o jeitinho simples do seu blog, a foto em preto e branco de seu perfil, a forma como expressa aquilo que a instiga. Já sou sua “seguidora”, com muito orgulho. É uma alegria ver que esse mundo virtual oferece tanta coisa boa (embora, cada vez mais, seja preciso saber pescar... rsrsrsr). Muito sucesso pra você!

josi stanger disse...

Oi Tati
Há 3 anos passei por esse empasse... Era algo que eu tinha começado e só eu poderia decidir parar. Não foi fácil mas era tudo uma questão de aceitação. Essa palavrinha tão complicada de meter dentro da caxola. Eu criei a ZOP, um escritório de Design, eu convidei uma amiga pra ser minha sócia e idealizei e construi com ela uma história, veio outra sócia e amiga se juntar a nós e depois outra, o tempo passou, a amizade se firmou e um dia estávamos num empasse... fieram os filhos, as quatro engravidaram (não na mesma época) mas a cada criança, um motivo a mais tornava a sociedade e o escritório mas instável. A amizade nunca ficou abalada e graças a isso tive forças pra decidir sair e propor o fim a da sociedade.... falar agora parece fácil, mas na época doeu muito...
Não tenha medo da decisão que vc pode tomar. Aceite que algumas vezes nós temos que abrir mão de algo pra poder tê-las por completo de outra forma...
boa sorte, Tati, que Deus a abençôe e vc tome a melhor decisão.
um beijinho
Josi

Olavo disse...

Em frente sempre..
Bjs

efeitoseconceitos disse...

Tati,
Estou certa de que você irá tirar de letra, esse momento.
Bjo no core
Yoyo

Carmem Tristão disse...

tati, o negócio é não ter medo. confiar na sua capacidade, segurar na mão do cara lá de cima e simbora cambada! é muito fácil pra quem está de fora, n´? o fato é que a vida é constituída de etapas. E para prosseguir em frente, sempre evoluindo, inevitavelmente a gente precisa praticar o desapego. que deus te abençoe e ilumine!