Por que há questões que são melhor respondidas com novas indagações!

sábado, 28 de agosto de 2010

A lógica infantil

Instalação criada para o Pré-II,
com foto de cada aluno! 

Hoje foi a feira de ciências da escola do Bê. Uma festa linda, muito caprichada, como são todas por lá. A gente vê que eles investem em cada detalhe. E sabe de uma novidade? Nada a mais nos é cobrado por isso!! Sim, isto é uma novidade para mim! O stand da turma do Bê era uma instalação, simulando uma caverna da pré-história. O tema era o lixo da pré-história. As paredes da caverna eram forradas com desenhos deles, em papel pardo, o chão, forrado com folhas secas. Lindo demais! Seguem as únicas fotos que conseguimos tirar...

Chegamos na festa às 9h. Vários estandes montados, muitas famílias reunidas. Bê, logo de cara, encontrou o André e o Matheus, dois dos novos amigos. Agora ele está mais enturmado e resolvemos deixá-lo um pouco mais livre, para que pudesse dar intensidade ao relacionamento... hehehe

O lindo desenho do Bê.
Claro que conhecendo nosso anjinho como conhecemos demos espaço, não asas! Ficamos com os 4 olhos ligados nele, numa estratégia friamente calculada de cada pai num canto do salão, cuidando de um ângulo de 90º. Até que ele foi para uma parte mais externa, onde muitas crianças brincavam sob uma grande rampa que leva ao ginásio. É um espaço vazado, tornando-se um túnel tão chamativo quanto perigoso. Detestei a brincadeira, não vi modos de evitá-la. Era o que faziam os coleguinhas da mesma idade. Ai, mãe super protetora, né? E por que não ouvi meu feeling?

Não demorou muito, numa das travessias, Bê calculou mal a saída, levantou antes da hora e deu com a cabeça na quina de concreto do túnel-rampa. Abriu a cabeça. Sangue demais, susto demais, choro demais... Havia uma ambulância do corpo de bombeiros a postos para situações como esta, três bombeiros muito atenciosos prestaram primeiros socorros. A enfermeira localizou um corte e indicou irmos para o pronto-socorro. Óbvio que iríamos mesmo, né? 9h30 da manhã. meia hora após chegar na festa, saíamos correndo, tremendo, enlouquecidos...

Chegamos ao PS, com Bê no meu colo, o sangramento tinha diminuido, ainda assim mãos, rosto, tudo sujo. Entramos direto para a emergência. Coisa boa esse PS infantil na emergência. Nem carteirinha ou nome da criança - ou do PLANO - foram solicitados. Tudo isso foi feito depois. Em primeiro lugar, cuidar do ferimento. Quando Vi entrou, após ter estacionado, Bê já estava sendo atendido, com limpeza iniciada. Tudo muito rápido, primeiro mundo! Pais muito satisfeitos com o atendimento nota 10. Dois pontos na cabeça e um rapazinho muito corajoso depois, solta a pérola:

- Ah, não gostei de entrar direto! Eu queria ficar lá fora esperando... Eu nem vi desenho!

KKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

Aquilo que é o castigo de qualquer pai, ficar na sala de espera séculos, é a melhor parte do atendimento para ele: momento em que assiste desenhos do Cartoon (que não tem aqui em casa) e interage com outros melequentinhos... O que seria do PS infantil sem a troca de bactérias? 

Gente, fiquem tranquilos, passado o pânico, a tremedeira e a sensação de ter tomado uma surra ou corrido uma maratona... agora já está tudo bem. Se não estivesse eu não estaria aqui contando para vocês e rindo, né?

Beijos a todos, ótimo final de semana.
Tati.

23 comentários:

Cris França disse...

A lógica e a sinceridade infantil, sempre nos surpreendem...rs
que bom que ficou tudo bem e com sou exatamente esse tipo de mãe, sofri junto, cansei junto e to feliz que tudo ficou bem, bjs querida e boa sorte com a preocupação para poder descansar

josi stanger disse...

...as crianças têm rezões que a própria razão desconhece... hehehehee
essa foi boa Tati! que graça tem ir ao PS e nem ver desenho? Um beijinho e saúde pro meleque.
bom fim de semana!

josi stanger disse...

ops... eta eu... escrevendo rápido errei duas palavrinhas... rAzões e mOleque....

Chris Ferreira disse...

Oi Tati,
é, nóa mães temos que seguir a nossa intuição.
Como é bom ser criança, né? Um momento de angústia na vida adulta (esperar o atendimento), na infância é pura diversão.
Adorei a lógica do Bê.
Que bom que foi só um susto e que já está tudo bem.

Como fiquei sem passar por aqui alguns dias, hoje eu votei 10x para compensar.
Ando super enrolada e com o computador lento. É a segunda vez que tento comentar pois a 1a deu erro. Acho que agora vai.
beijos
Chris
http://inventandocomamamae.blogspot.com/

Paula Betzold disse...

Bom que o Be nao percebeu. né? melhoras pra ele!!! e que peninha que ele nao pode curtir a feira de ciencias toda. beijos

Cacá disse...

Ainda bem que não foi nada muito grave com seu pequeno Bê. Melhoras para ele rapidinho. Criança fantasia tanto que a gente até sente aliviado dos sustos que nos dão rss. Abraços e bom final de semana. paz e bem.

Nilce disse...

Que bom que não foi mais do que um suto, Tati.
kkkkkkkk
Fiquei até preocupada se teu pai não se assustou.
"Eu nem vi desenho", foi demais! rsrs
Eles querem é continuar interagindo, não adianta, seja onde for. É a inocência, a pureza da criança que me atrai, além da sinceridade é claro.
Passei por muitas dessas com os meus. Mas seu eu te contar que tenho dois meninos e uma menina que é a do meio, e que os meninos sempre foram bem mais comportados, vc acredita?
Não que ela fosse como eu, moleca,rsrs, mas era a que se metia nas piores sempre. rsrs
Sinto muitas saudades.
Aproveite, curta muito, pois passa muito rápido.

Se cuidem!

Bjs no coração!

Nilce

PS: Vou parar de "feder" e vou votar. kkkk

C@urosa disse...

Pois é minha cara amiga Tati, os nossos filhos estão sempre nos surpreendendo, muito bom para eles a nossa presença. Se sentem felizes e valorizados em suas pequenas criações. Belo texto. Muita paz e harmonia para vocês.

forte abraço

C@urosa

Eduardo Medeiros disse...

Tati, felizmente, foi só um baita susto, né? Mas criança é assim mesmo, está sempre sangrando...kkkkkkkk é ou não é?? Adorei o bom humor do menino: nem deu prá assistir desenhos...kkkkkk muito bom isso!

abraços

pensandoemfamilia disse...

Que susto, não. Passei com minha filha mais nova uma experiência parecida. Este local sangra tanto que vc fica assustada demais. Bom que tudo foi solucionado.
bjs

Açuti disse...

Oiii Tati,

nossa que medo!! Que bom que o Bê ficou bem...morro de medo que dessas coisas pois o meu anjinho aqui de casa as vezes parece ter asas pois adora voar...ai,ai,ai...meus cabelos brancos antecipados...kkkkk

bjksss e tenham um excelente domingo!

Marisa Mattos disse...

Esse Bê deve ser como meus sobrinhos...´fiquei com vontade de conhecê.lo.Ainda bem que a história acabou bem...fui lendo numa tensã...mas arebaba!!!Tudo se ajeito...Beijocas!!!

Françoise disse...

Puxa Tati,
Fui lendo sobre a feira e de repente um susto no seu texto. Ai, fico apreensiva pois parece que é com as minhas pequenas. Esta sensação louca de ser mãe e se implicar com o filho de alguem que gostamos .
Fico feliz que não tenha sido nada grave.Agira, esta do Bê dizer que queria ver Tv foi ótima, ehhhh, só as crianças mesmo, rs....

Beijo e bom domingo!

disse...

Nossa que susto!!! Mas que bom que passou e que tudo ficou bem. Imagino a aceleração do seu coração, mãe é mãe e sei bem como são as nossas preocupações. Fiquem bem!!!!Bjossss

Sara disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Sara disse...

Oi Tati,
Lendo sua postagem me veio à lembrança algumas vezes que tbém saí correndo para o pronto socorro com os meus. Muitas travessuras, lágrimas e cicatrizes devido aos inúmeros pontos...rs
Mas no final, Graças à Deus e ao Anjo de Guarda de cada um...tudo acaba bem!
Bem Vinda ao Saracotear!
Abs.

Liza Souza disse...

Tati, ainda bem que foi só um susto. A gente que tem filho vive se assustando e tendo essas sensacoes que voce citou ai no final do post. Uma amiga sempre diz que os anjos de guarda das criancas nao tiram ferias nunca.
Um beijo

Irene Moreira disse...

Que bom que está tudo bem e veja que apesar de estarmos sempre atentos essas crianças nos cegam.
Acho que todos os pais tem sua história para contar. Agora com o meu já com 32 anos teria qjue escrever um mini livro só das proesas desse menino.

Pelo que vi da Feira de ciências realmente é muito interessante e de uma fonte de cultura e arte para os alunos.

Um beijão para o Bê e que se recupere logo.
Beijos a todos e um bom domingo

Clau Finotti disse...

Oi Tati!
Nem posso imaginar a aflição de vocês, mas que bom que ficou tudo bem!
Acabei me lembrando do meu sobrinho, então com seis anos de idade, que bebeu sem querer cera vermelha de piso (ele estava só brincando com o vidro e colocou na boca sem saber que tinha conteúdo). O médico disse à minha mãe (que é quem cuida dele), que ele iria ter que ficar internado. Ele disse: "Eu não vou ficar internado, isso não vai ficar assim, vou chamar meu advogado agora." rs... Claro que eu não ensinei isso, apesar de viver no meio forense...rs.. ele deve ter visto na TV... quase morremos de rir qdo minha mãe contou.

Bjos a vocês!

Clau

Cantinho She disse...

Que bom que tá tudo bem, mas a frase do Bê foi sensacional! Crianças são mesmo um barato!
Beijo, beijo e beijo, beijo tb no Bê! ;)
She

Lis. disse...

Olá Tati...

Eu só posso admirar a coragem de uma mulher que decide ser mãe, por entender que ser mãe é por o próprio coração andando fora do peito. E haja peito para tanto. rsr

E Parabéns por mais essa vitória, pois você merece viver, e viver sempre bem ao lado dos que ama, com muita saúde e prosperidade.

Lis.

ONG ALERTA disse...

Ser criança é tudo de bom, paz.
Beijo Lisette

Bordados e Retalhos disse...

Esse Bê é demais!Kkkkkkkkkkkkk. Eu nem vi desenho foi ótimo. Bjs e melhora para o Bê.Que não fique nenhuma cicatriz desse episódio, apenas a lembrança do dia que ele entrou no hospital direto sem ter que ficar "entediado" vendo TV na recepção. Bjs