Por que há questões que são melhor respondidas com novas indagações!

quinta-feira, 19 de agosto de 2010

Hoje eu chorei...

... foi de felicidade. Daquelas impalpáveis, sabe?
É que hoje o primeiro comentário que li, antes das 7h da manhã, na minha caixa de e-mails, dizia assim:
Salvador Dali
"Tati, quando sai o livro de contos, crônicas ou romance???
Não pode desperdiçar esse talento, por favor!!!
De verdade, fui lendo e, completamente envolvida, ri de mansinho, antecipando o que viria, ri alto e gostoso, reli algumas frases pq a-do-rei...e depois, reli TUDO, simplesmente pq é delicioso "ler vc"!! 
Uma ótima quinta pra vc, adorável escritora!
Bjossss ".


Quem escreveu foi a Denise, do Tecendo Idéias. Uma amiga encantadora, que eu conheci aqui e amo por ser toda esta doçura em forma de pessoa. Ela sempre me joga lá para cima, e pega de volta (não me deixa cair no chão...). 

Por que eu chorei? Emoção. Ela tocou no fundo do fundo do mais fundo em mim. Enquanto eu lia suas palavras fui na sala de aula do meu colégio mais querido e revi os olhos satisfeitos de minha professora de literatura (que é uma escritora e uma professora que admiro) ao ler minhas redações; Revi textos elogiados pela família, as cartas que escrevi em nome de amigas, a pedido delas, para namorados, pais, outros amigos... E fui revendo tantos momentos em que a escrita foi meu norte e me definiu. As situações em que fui afagada por escrever bem. Lembrei da homenagem pelos 90 anos do meu avô e o quanto meu texto emocionou os convidados, e que depois soube pela minha tia, meu avô pedia a ela que lesse sempre, e naquele momento saboreava e perguntava: "É isso mesmo que pensam de mim? Nossa!". E foi nesta hora que eu soube que ele não morreu sem que tivesse a oportunidade de dizer o quanto me era importante.

A escrita sou eu. Na primeira série, com 6 ou 7 anos, escrevi meu primeiro livro. Chamava-se 7 vidas, e eu ainda espelhava o 7. Era um calhamaço de folhas A4 dobradas ao meio, na forma de livrinho, e grampeada no meio, escrito com lápis ou caneta, com desenhos de garrancho (esta arte eu não domino...). Contava a história de um gatinho. Não o tenho mais, não sei que fim levou. Sonho ser escritora desde sempre.


Amo cada livro que passou por minha vida, e que muitos ainda passem. E que alguns sejam escritos por mim,  publicados por alguém e lidos por mais alguns...

Hoje a Denise mexeu num gigante sonolento, no sonho que mais me inspira, no trabalho que eu faria como lazer. Escrever, para mim, é divertido, agradável, feliz. Este sonho é sempre empurrado com a barriga. Ainda não sei como colocá-lo em prática. Como os escritores chegam lá? Já enviei meu primeiro original (só as cópias, claro! heheh) para muitas editoras, todas o recusaram. Tiveram a gentileza de devolvê-lo ou, ao menos, de avisar que não o publicariam. É um livro infantil. Amo este universo. Não desisti, estou apenas me fortalecendo, me inspirando para novas incursões. Dói receber a carta recusando...

A generosa e sábia Sandra Ronca me deu uma mãozinha e as sugestões dela foram ótimas. Eu a chamei de minha Rilke (por causa do Cartas a um jovem poeta)! Estou maturando.É que escrever, para mim, é como produzir vinho, precisa de longos tempos no barril... Algumas coisas não, sento aqui e saem, como esta sopa de letrinhas que agora produzo para vocês. Sei que conforme for lendo, algumas coisas vão sendo mudadas. Quem lê primeiro lê um pouco (ou bem) diferente do último... 

O que quero é apenas agradecer. Por que sinto que está acontecendo, ainda que não tenha a ação concreta em minhas mãos. Sinto-a sendo desenhada em nuvens, o campo sendo preparado. A jornada já começou. E eu choro, com as palavras da Denise, que me dizem exatamente isso. Obrigada, minha amiga. 

Quero depois contar aqui sobre a Sandra Ronca, uma ilustradora e autora de livros infantis, há um post sendo produzido sobre ela, na verdade, sobre meu carinho por ela. Em breve, na sua programação bloguística!! hehe


Que nossos sonhos, aqueles que nos tornam nós, sejam realizados.


Atualizando: Ainda conectada, recebo uma mensagem da Cris França, para que visite seu Canto de Contar Conto. E ela dedica uma canção, que sou eu em essência (apesar de não ter narizinho nada arrebitado fisicamente). Disse a ela que me leu nas entrelinhas. Minha mãe já cantou esta música para mim. Sempre soube que eu era assim e Reinações de Narizinho já foi meu livro de cabeceira quando era uma menina-fada-sonhadora... Obrigada querida Cris França. 


Aos demais amigos, por favor, se quiserem me agradar, deixem para amanhã, tá bem? É que não estou sendo acompanhada pelo cardiologista! hehehehe


Um beijo a todos,





Tati.


20 comentários:

Misturação - Ana Karla disse...

Que seja mesmo Tati, todos os seus sonhos realizados.
A Denise foi realista ao mandar-lhe um e-mail tão precioso causando tanta emoção.
Confesso que aqui fiquei feliz por você e emocionada mais uma vez com suas palavras.
Parabéns e vá adiante!

Bom dia!

Xeros

Cris França disse...

vc vai longe querida, passa no Canto tá? bjs

Françoise disse...

Tati,
Seu gigante sonolento está sendo acordado , se faz realidade quando o prepara com muito carinho para que torne-se possível. Fico aqui imaginando que delícia seria pegar um livro infantil seu em minhas mãos, sentar em uma roda com meus alunos e ler para eles. O melhor, quando contar da autora, poder falar a eles o quanto te conheço pela docura e pela pessoa que é....... tô sonhando com você e torcendo! Você é talentosa nata, vá em frente amiga!

Abraços,
Fran

Taia Assunção disse...

Que coisa mais querida...bom demais. Você merece cada afago, sua escrita é envolvente. Sucesso! Beijocas na família.

josi stanger disse...

Tati!
Se tocou seu coração, o e-mail que vc recebeu, é sinal que seus textos tocaram muitos corações... vá em frente, sempre, e só volte para relembrar com carinho os momentos qe valem a pena ser lembrados... conte um conto, ou mil, mas conte sempres conosco, que do outro lado dessa rede torcemos por você!
quero ir na noite de autógrafos... (e já fiquei com vontede de ilustrar seu livro... hehehehe )
beijinho carinhoso
Josi

Meri Pellens disse...

Amiga, você conhece o blog Recanto dos Autores? Lá você pode encontrar uma orientação para publicar seu livro. É um blog novo criado pela escritora Anne Lieri e marido para ajudar e apoiar jovens escritores.
Beijos na alma e muita paz!

Nilce disse...

Não adianta Tati, pode chamar o médico.
Vc é muito boa mesmo. Eu sou uma das tuas admiradoras. Faz tão pouco tempo que te conheço e fico ansiosa pelos teus posts. Vc sabe.
Continue menina e logo o reconhecimento sai da blogosfera para as livrarias.

Bjs no coração!

Nilce

Lu Souza Brito disse...

Tati, sua hora vai chegar e teremos o prazer de ler seus livros escrito com tanto carinho. Gente talentosa e que domina as palavras como você e a Glorinha Leão deixam a gente aqui se coçando, torcendo para que estas editoras aceitem logo seus textos e os publiquem.
Para você, todos os afagos. Vc merece!
Beijoooooooooos

Marliborges disse...

Tati querida,
Vai firme, teu talento salta aos olhos de quem está lendo!
Aqui nesse post tem um a idéia, uma estratégia de umas autoras. Dá uma olhadinha.
http://marliborges.blogspot.com/2010/03/cinderela-que-larga-o-principe-e-branca.html
bjssss e vai fundo, escritora.
Quero livro, sem demora!!!

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

Eu acho que ela foi de uma sabedoria incrível, Tati. Pq realmente ela soube expressar o que atr
São especiais, diferentes... tem sentimento, emoção... a gente lê o texto e passa tão rápido o tempo, é leitura que absorve.

Conselho? Pode-se juntar ao time da Glorinha! E capricha nas letras que vc tb é muito talentosa!
Há pouco tempo estou aqui, como leitor. Mas daqui não saio!
bjs

Isadora disse...

Tati, não sabia que você escreveu um livro e que tentou publicá-lo. Muito bom.
Você sem dúvida escreve muito bem, e o que mais gosto na sua forma é a simplicidade que atinge em cheio. Clareza e norte.
Homenagens mais que merecedias, minha amiga, não tenha dúvida.
Uma amiga recentemente teve um livro infantil publicado, posso perguntar a ela qual o caminho percorrido. Quem sabe ajuda!
Um beijinho e boa escrita

Lúcia Soares disse...

Tati, realize seus sonhos.
Você escreve mesmo super bem, vai contando, contando, e envolvendo.
Tanto talento há nesse mundo, pessoas que se encolhem e não vão à luta, por vários motivos, muitas vezes bem alheios à sua vontade.
Mas agora você já tem uma legião de amigos, fãs, admiradores.
Vai fundo!
beijos!

Elaine Gaspareto disse...

Tati,
O meu exemplar eu quero autografado. E farei uma mega promoção no blog para divulgar; os leitores enlouquecerão e eu terei que prolongar a promoção.

Viu? Eu vejo o futuro...
Ce tá aí ainda? Vai começar esse livro, menina!

Beth/Lilás disse...

Tati,
Por aqui terás sempre nosso apoio, nosso carinho e muitos fãs. Adoro sua maneira de escrever e expressar-se e tenho certeza que a nova geração de escritores brasileiros será um sucesso. Você, Mila, Glorinha e Isadora têm sido grandes revelações. Força e sucesso para todas!
beijinhos cariocas

www.comtextosdavida.com disse...

Tati, assista ao filme Miss Poter, é lindo, é sobre A PRIMEIRAescritora e ilustradora de livros infantis.
bjs Lais

Macá disse...

Tati
Espero que quando estiver lendo esse comentário, você já esteja bem melhor dos problemas cardíacos que a atacaram na quinta, dia 19. Também, não era pra menos não é? rsrsrsrsrrs
Lindinha, que delícia ouvir (ler) isso de você. Já não era sem tempo que você resolvesse tomar a decisão de escrever (já resolveu, certo?).
Nós aqui fomos premiados por poder ler você, Glórinha, Mila, Isadora e outros que forem aparecendo. Mas e o restante do mundo?
Olha, também tenho uma dica: entra no site da Ediouro e lá tem um anúncio para blogueiras: seu blog pode virar livro (estou sem o kink agora).
um beijo

disse...

Senti sua alegria daqui e seu desejo pulsando. Corra atrás Tati. Você tem talento e admiradores e o mais importante emoção verdadeira. Bjossss

Cantinho She - Sheila Mendonça disse...

hahahahahahahaha e eu concordo em número, gênero e grau, vc escreve deliciosamente bem...beijo, beijooooo! ;)
She

Mari disse...

Que lindo Tati.

A Denise tem essa ternura infinita...e você realmente merece, escreve muitíssimo bem.
Estou na fila dos fãs!

Beijos

Denise disse...

Tati, depois de um dia intenso de trabalho, um banho relaxante e um lanche rápido, sento aqui e...que surpresa linda me espera, num gesto que entendi como cheio de emoção e transbordante de sensibilidade.

Minha querida, o talento é teu, inegável (olha quantos amigos te dizendo o mesmo agora, lembre dos afagos sobre tua escrita!!), eu só fiz te contar o quanto me fascina teu jeito de escrever.
Fiquei pensando em quando cheguei aqui...lembra da preocupação? bendita hora em que permaneci por aqui, pq fui percebendo uma incrível comunicadora, uma pessoa expressiva que dá vazão aos sentimentos, de uma sensibilidade tamanha que comove, envolve, conquista, inebria - sim já me senti embriagada por emoções que vc compartilhou, com humor, com fervor, com talento!

Não gosto de promessas, Tati, mas vou fazer tudo que puder para estar presente na tua noite/tarde de autógrafos. Será um enorme prazer e uma alegria imensa ver nascer o fruto desta gestação que estamos acompanhando, (votando!) vendo e sentindo o teu entusiasmo, alegria e desejo de realizar!
Parabéns pela decisão, teu potencial será recompensado, e disso não tenho dúvida. Aliás, nós, teus amigos aqui, não temos!!

Já dei um primeiro dos muitos votos que terá desta tua fã - o número um deverá ser o Vi, tua mãe, o Bê, um time bem grande, eu sei...rs (mas posso me intitular assim, pq realmente sou, ok?)

Te deixo um enorme abraço pra que vc sinta todo meu carinho, tá bom??
Obrigada pela emoção tão bonita que despertou em mim, viu?
Feliz subida ao topo do teu sonho. Suce$$o, querida!!


**Vou divulgar a votação lá no Tecendo, ok??