Por que há questões que são melhor respondidas com novas indagações!

terça-feira, 31 de agosto de 2010

Casas e lares


Incrível que ontem eu escrevia aquele texto sobre meu lar. Sobre tornar a casa de outro, a nossa casa. 
Hoje pela manhã, entrei no Agenda Ilustrada, da querida Macá, com uma postagem com este título: O que é uma casa? Foi instintivo, o primeiro blog que eu queria entrar, queria mesmo ler. Imaginei coisa bem diversa.
E saí de lá aos prantos, rosto melado de tanto chorar, choro com soluços... Que história mais linda!

Então minha postagem de hoje, ou pelo menos, de agora, não é minha. É da Macá. Visitem-na, conheçam, apaixonem-se. E emocionem-se com o texto de seu marido, que ela reproduziu na íntegra e conta a história de todos nós ao contar detalhes que são só deles.

Aos que já passaram por aqui, corrijo, o Júlio é marido da Macá e não cunhado... ops... Corrigido, amiga!

Agora dá licença que vou me recompor. Muita emoção!!

Beijos a todos,
Tati.

18 comentários:

Grazyela Machado disse...

Olá fazendo uma visitinha em seu blog e amando!
Muito criativo e gostoso de ler!
E boa dica de blog!
Te seguindo já!
http://chistosaseironicas.blogspot.com
bjsssss

Fala Mãe! disse...

Ai ser´aque vou lá ler tati, tô tão chorona hoje rs... beijo querida e tudo de bom!

Bordados e Retalhos disse...

Vou lá conrrendo ler agora. Adoro esses textos emocionantes de vcs. Já votei na foto do Bê, porque a foto do Bê´fala pos si mesma. É linda demais. Bjs

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

A Macá é show! Além de escrever muito bem é um ser humano maravilhoso.
Que bacana vc divulgar o texto de hoje dela, que é tão lindo.
eu tb me comovi ao ler.

bom dia

Macá disse...

Tati
Imaginei que se você lesse fosse se emocionar e .... chorar (chorona como você é kkkk).
Mas é emocionante mesmo. Meu marido (ah! o texto é do meu marido e não do meu cunhado) é muito ligado na família, faz questão que estejamos sempre juntos, e era, entre todos os seis, o que mais convivia com os pais, então a entrega daquele passado foi realmente triste.
Tati, você é uma pessoa maravilhosa e eu sou muito feliz por ter encontrado você nessa blogosfera.
Obrigada por tudo
Um beijo grande

Fefa disse...

Tati, vc tinha razão... "E saí de lá aos prantos, rosto melado de tanto chorar, choro com soluços... Que história mais linda!" Eu tb! E concordo! Linda mesmo! Ja ja faz um ano que perdi 1 avó, a mais "mama" das que eu tive e tenho. E o que eu li, em muito vivi parecido naquela casona de campos que... Está à venda... Ai, deixa quieto. Vou ficando por aqui pq preciso, como vc, me recompor. Valeu pela dica. Amanha visito o blog com mais calma, conheco a Macá pelos textos... PQ comentar hoje... Não dá. Uma saudade gigante cheia de lagrimas (e momentos felizes) tomou conta de mim. Obrigada (à vc por dar a dica, a Macá por dividir e ao marido por contar). Beijocas

Geyme disse...

Vou dar um pulinho lá....

Geyme disse...

Nossa, fui, voltei, nao sabia se escrevia lá ou aqui... Lindo texto, muito sensível, cheio de emocao, lembrancas, saudades... Amei!!
Obrigada a Macá por dividir semelhante emocao, e a vc, por propagá-la!!!
Aquele beijo!!!!!

Eduardo Medeiros disse...

vou lá conferir as histórias da Macá. Abraços

Eliane disse...

Tati eu vou la visitar a MAca!! Sabe ela me escreve sempre coisas lindas mais eu nunca fui la de verdade. Mas eu vim aqui porque li seu texto sobre a sua casa, Vc é espírita não é?? eu estava pondo a leitura do seu blog em dia quando passei os olhos no teu texto e me arrepiei. fui ler pois sempre que isso acontece sei que devo prestar atenção. Sua historia tem um grande valor pra que acredita que existem forças que no regem e protegem sempre que deixamos. Obrigado por tela escrito li num momento que precisava. Um beijão de bom dia e curta muito o seu lar!!!!!

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...

vou visitar :)

pensandoemfamilia disse...

Compartilho da sua opinião e emoção e já pedi autorização para compartilhar.
bjs

Misturação - Ana Karla disse...

Depois dessa, vou lá agorinha!

Xeros Tati!

C@urosa disse...

Olá minha cara amiga Tati, você me proporcionou um momento de grande emoção, ao ler o texto no blog da amiga Macá, lembrei-me dos meus saudosos pais e de nossa casa (hoje quase abandonada)onde passei minha infância e parte de minha juventude.Obrigado pelo momentos,e parabéns por tudo.

forte abraço

C@urosa

Cintia Branco disse...

Tati,

Vim agradecer sua visita e dizer que fico muito feliz por você estar acompanhando o SobreViver em Sinop.
Adorei suas dicas e vou seguir mais ou menos esse caminho na conscepção da festa. Adoraria ver as fotos, qualquer idéia é válida. Ontem comprei uma fantasia de pirata para ele e vamos ver se seguimos essa linha, de personagens e brincadeiras, mas estou ficando doidinha. Devia ter férias ou licença para organização de festa, sem dinheiro, de filho, não é?
Quanto ao texto da Macá, terei que ler outro dia, pois se começar a chorar, não paro mais, pensa numa pessoa que se derrete por qualquer coisa, hoje no almoço eu conversava com meu filho e choravaaaa, maior fiasco, rs!
Beijos e apareça sempre

Fernanda Reali disse...

Tati, prometo ler o texto daqui a uns dois dias, pois estou em plena tpm, muito emotiva.

Sobre o móvel frorrado com pedaços de teciso, faça sim, pois pode-se fazer "em capítuos" Um dia corta os paninhos, no outro limpa o móvel, no outro cola, no outro impermeabiliza... É fácil, mas cansa, são muitas etapas. Comece forrando algo sem muitas curvas.

Bjs

Irene Moreira disse...

Tudo muito lindo e de dar água na boca.

Não consegui comentar no post da foto do Bê que está ótima. Meu voto é dele claro.

Beijos

Chris Ferreira disse...

OI Tati,
vou lá conhecer a Macá.
beijos
Chris
http://inventandocomamamae.blogspot.com/