Por que há questões que são melhor respondidas com novas indagações!

sábado, 4 de setembro de 2010

Madura? Eu?!

Amigos,
Despedida dos meus óculos quebrados
A postagem da felicidade foi um sucesso, e me deixou muito feliz. Amo ler cada comentário, sentir o carinho que chega bem juntinho... É mágico.
Aventura muito radical
na casa de festas infantil

O que achei engraçado desta vez, engraçado mesmo, de fazer rir, foi a associação do meu texto com maturidade. Em muitos comentários isso foi levantado. A Tati, do Vida Bicultural, chegou a ficar em dúvida sobre a minha idade... heheh

Estou perto dos 35, falta pouco mais de um mês para isso. Ainda não me sinto balsaquiana. Aliás, dizem que a mulher de 40 é a nova mulher de 30, né? Então sou a nova mulher de 20! E se querem saber, tenho um jeito de menina de 15 muitas vezes, e gosto de brincadeiras de menina de 10!!!
Óculos fundo de copo

Não fui a única a rir ao ser associada a uma mulher madura. Marido riu junto. Por que quem convive um pouquinho que seja comigo sabe que eu sou uma moleca, brincalhona, fanfarrona... Pois é, mais uma imagem pessoal destruída... 

Escorregando no papelão

Eu gostei, claro que gostei! Fiquei com vontade de usar óculos, andar de salto agulha, tailleur estilo channel, batom vermelho na boca... mas quer saber? Me dá vontade de rir só de me imaginar assim... Acho que me sentiria uma criança experimentando as roupas da mãe... 

Careteando com meu primo,
tão ou mais bobo do que eu!
Talvez minhas palavras pareçam maduras, meu jeito de expressá-las. Como sempre gostei de ler e na casa dos meus pais tinha acesso a um acervo diversificado, cedo li clássicos. Aos 12 já tinha lido Victor Hugo, em seu "Os miseráveis", sem fazer ideia de quem era o autor. Gostei da capa, gostei da narrativa. Fui em frente. Assim também li Casa de bonecas, do Ibsen, sem entender bem onde estavam as bonecas... heheh Li o estrangeiro aos 15, mesma época em que li Servidão humana, livro que estou relendo neste momento. Eu tinha me esquecido que havia lido. Só ao iniciar a leitura fui recordando passagens, e Philip retornou à minha mente. Tenho hoje uma apreciação muito diferente da história. Será que ter lido, tão nova, tantos livros, fez com que me entendessem madura? Sei lá. Achei divertido.

Enfeitadinha na festa da Agatha
Sou sim, muito questionadora E isso faço desde criança, como uma de minhas brincadeiras favoritas. O Bê tem este mesmo traço. Acho maravilhoso! Sei também que o fato de gostar de brincar nada tem a ver com ser ou não madura. O que achei mais engraçado é que nunca imaginei esta palavra associada a mim. Foi a primeira vez. Será que já estou virando uma mocinha? kkkkkkkk

Batman e família
Eu gosto mesmo é de aproveitar as festas infantis e me jogar: na piscina de bolinhas, na cama elástica e em qualquer brinquedo que adulto possa entrar (eu não tenho peso e altura da vontade que eu tenho... snif...), adoro fazer bagunça com meus primos, inventar caretas, palhaçadas, dar gargalhadas altas, usar fantasias, mesmo quando não é carnaval... E vou entregar o jogo. Tem gente aqui em casa rindo de mim, mas quer saber? Marido não fica nada atrás. E, a título de não me deixar pagar mico sozinha, embarca nas minhas invenções malucas. Pior, tem vezes que eu é que embarco nas maluquices dele. 

A gente só entrou para cuidar das
crianças! kkkkkkk
Algumas vezes, a palhaçada é tanta que Bê fica do sofá, sacudindo a cabeça, como que a dizer: "Estes meus pais não crescem..." E nem mesmo participa do momento-dãããã. Um casal de amigos nos chama de família chocolate, por causa daquela família de cantores que SÓ cantava "é de chocolate", e olha que nós nem cantamos... heheheh

Queria agradecer o carinho e mostrar que na verdade, se me encontrarem algum dia, verão uma menina bagunceira e sonhadora. Esta Tati madura acho que fica apenas impressa em folhas de papel!

Quanto mais eu procurava nas minhas fotos, mais e mais cenas eu encontrava. Vi me ajudou a escolher algumas. Foi difícil escolher só algumas. Não quero ninguém pedindo desculpas por ter me chamado de madura, hein! Eu a-do-rei!!!!! Só não consigo me inserir no termo! E quem convive comigo acho que pensará o mesmo: sou pirracenta, boba, palhaça, mimada, brincalhona... uma criançona! Pelo menos é assim que me vejo!
Beijos a todos,
Tati.

17 comentários:

Taia Assunção disse...

Talvez a Tati madura só dê as caras quando é pertinente, no mais ela deixa a menina que há dentro dela receptiva para a vida...beijocas!

Eduardo Medeiros disse...

Tati, só agora tive tempo de ler seu texto sobre felicidade e este agora sobre a sua "maturidade"...rs

O texto sobre felicidade é lindo, muito reflexivo, bem "maduro" daí a conclusão que você é uma mulher madura. Mas definitivamente, um texto não nos define.

Aliás, eu mesmo caminho tentando equilibrar a minha maluquês-bobalhona-que-não-cai-bem-num-quarentão com a minha necessária maturidade...kkkkkkkkk

Nisso somos bem parecidos pois minha esposa tem 33 e também é igual você: adora gargalhar, brincar, zuar e também não se imagina usando salto agulha nem tailleur rssssss

Ela já inventou um monte de musiquinhas bobas que ela canta com voz de criança para o Eduardinho na barriga!!!

Imagina quando ele nascer kkkkkkkkkk também vai ficar no sofá balançando a cabeça e dizendo "que pais bobões que eu tenho..."

beijos a todos aí.

Cris França disse...

sempre te vi assim, mulher menina, moleca. Fada Narizinho sonhando acordada e encantando com seu jeitinho. bjs linda, não mude, adoro o teu jeito natural. bom fim de semana pra vc e pra essa família linda

Lis. disse...

Parabéns Tati...

Só posso parabenizá-la por ser notório o fato de que você não carrega tristezas como vejo todos os dias gente fazendo.

É uma filosofia de vida que lhe pertence, e que só poderá dar-lhe bons frutos em qualquer momento da sua existência.

Parabéns Tati!! É visto que somos nós que vestimos o chapéu que nos serve.

Tatiana disse...

hahahaha..Taaati..adorei!!!

Retiro minhas palavras??? Naao...porque foi o que você me passou pela sua maneira de pensar!!!
Te entendo totalmente querida!!!
Equilíbrio que preciso aprender...a relaxar e ser mais muleca tambem, acho o maximo!
Sou muito pão pão, queijo queijo e deteeeesto ser assim, mas estou melhorando!!!!
Humm...será que é por isso que filhote de 12 é tão serio..hahaha...acho que fiz uma micro auto analise em um comentário..rsrs
Ahhh...e obrigada por me mencionar ai em cima, me senti honrada!!!Adorei!!!
Beijocas miiil!!!!!

Isadora disse...

Tati, posso discordar - rs? Acho você madura sim, no sentido de responsável, zelosa, preocupada com o bem estar de sua família, zelosa com sua família, mas não séria e sisuda. Será que podemos combinar madura com moleca e chegar na Tati?
Um beijo para vocês

Cintia Branco disse...

Tati,

Vou ler o texto sobre felicidade e depois vejo se me passa a impressão de madura ou não?
Creio que as brincadeiras, sorrisos, caretas são essenciais para a pessoa madura, pois ela já percebeu que tem situações em que essas attudes são o melhor remédio.
Beijos

Denise disse...

Tati, primeiro: amei as fotos!

Agora, 'xá ticontá...uso salto agulha (já usei mais...amo uma rasteirinha...rs), não saio sem batom (se bem que vermelho, nunca!), e os tailleurs fazem parte de uma época distaaaante, e Channel, só perfume...massssss a criança arteira, feliz, alegre, bagunceira, questionadora que existe dentro de vc, tb aprendi a cultivar. É bárbaro saber conservar essa alma de criança, aproveitar a seiva da vida sempre fluindo...

Maturidade é confundida com seriedade - se vc ouvisse minha voz de pato Donald pra meu neto, as caretas e palhaçadas que adoro fazer (inclusive pra ele...rs) ia entender...rs. Por isso concordo com a Isadora, acho que o que vc passa pra gente – e de fato tem – é essa maneira ponderada quando preciso, um equilíbrio-domínio das situações, articulando nos textos as partes que tem compõem (tão lindamente!)

Bjo pra vc, um domingo feliz e cheio de graça!

Cacá disse...

A maturidade creio estar relacionada mais com o cotidiano das reflexões e das responsabilidades e atos. Quanto ao comportamento, quanto mais se revelar o lado criança da gente, mais maduros acredito que somos. Seja esta eterna brincalhosa e vai viver muitos e muitos anos. E o melhor: com muita alegria e gente em seu entorno, o que é prá lá de bom! Abraços. paz e bem.

Liza Souza disse...

Tati, a gente tem mais é que ser moleca mesmo, agir como crianca as vezes faz um bem danado pra alma da gente. Agora que voce escreveu esse post tenho que falar: Voce é MADURA sim e demonstrou isso mais uma vez. rs Só uma pessoa madura sabe dar valor as coisas que realmente importam e isso voce tira de letra.
Beijos

Mariana Hart disse...

Acho que nesse caso a maturidade tem a ver com segurança,tranquilidade nas palavras e na maneira de expressar idéias e sentimentos! Uma mulher madura pode ser brincalhona,palhaça e até criançona,pq não!?

Confesso que tb rio qdo me dizem isso,até pq as vezes disputo com meu filhos de 3 anos de igual pra igual e qdo disputo brincadeiras com minha filha de 10 anos até perco,rss...mas faz parte do fantástico mundo da maternidade!hehe!

Bjkas lindona!

Mariana Hart disse...

Acho que nesse caso a maturidade tem a ver com segurança,tranquilidade nas palavras e na maneira de expressar idéias e sentimentos! Uma mulher madura pode ser brincalhona,palhaça e até criançona,pq não!?

Confesso que tb rio qdo me dizem isso,até pq as vezes disputo com meu filhos de 3 anos de igual pra igual e qdo disputo brincadeiras com minha filha de 10 anos até perco,rss...mas faz parte do fantástico mundo da maternidade!hehe!

Bjkas lindona!

Trocando ideias - Espaço Mulher disse...

É muito bom ser criança! temos que ter atitudes maduras nos momentos certos, fora isso temos que ser felizes!
Bjss
Dani

Marisa Mattos disse...

Verde ou madura,não sei...o que sei é que estás no ponto do ser humano lindo com sensibilidade o bastante pra contagiar os que a cercam.Beijocas e boa semana...

Geyme disse...

Tire meu nome dessa lista, pois para mim, vc tem cara de menina moleca!!! (mas uma menina que se expressa com louvor através das palavras e confunde os leitores, hehe!)

Beijos e beijos!!!!!
Bom comecinho de semana!

Anônimo disse...

Minha amiga chocolate!!!!! Doce, feliz, cheia de idéias, sonhadora, brincalhona. Preciso me espelhar em você nessas características também. TE AMO! Da sua amiga, irmã, espelho. Lelê

Carmem Tristão disse...

E não é bom demais ouvir isso? Lembro de uma vez que me deixou muito emocionada. Saindo de um emprego para outro, minha ex-patroa mandou e-mail para a nova patroa mais ou menos assim: "Carmem é uma menina grande. Saiba valorizar isso".