Por que há questões que são melhor respondidas com novas indagações!

segunda-feira, 20 de setembro de 2010

Fui ali, me perdoar, e já volto!

Oi amigos,

Hoje é uma postagem diferente. Estes dias não estou muito bem. A situação experimentada na última quinta ainda me machuca. Preciso colar alguns caquinhos, e escrever tornou-se um pouco mais difícil. Como sei que criei um padrão de atualizações diárias, e sei que tem amigos que passam por aqui, aguardando por isso, achei por bem avisar. Vou tirar uns dias para pensar, me reestruturar. Não entendo por que destemperei como fiz. O motivo talvez não seja assim tão intenso quanto estou pintando, marido acha que estou "pintando o diabo mais feio do que parece" ou "fazendo tempestade em copo d´água". Até acho que ele está certo, porém da mesma maneira intensa que sinto alegria, sinto tristeza. E ainda estou envergonhada pelo que aconteceu.

Como é algo que interfere com o blog, me sinto tirando casquinha de machucado cada vez que passo aqui. Atendi ao que estava combinado (e foi uma semana repleta), então fiz todos os textos que vocês leram desde lá: O anúncio de finalista do BlogBooks, o texto da Coletiva de sentimentos, a notícia do Bonfa Convida e a postagem de aniversário da Glorinha. Querem saber? Nunca me senti tão sem naturalidade para escrever como nestes dias. Parece que voltei lá ao início do blog, quando eu temia julgamentos, ser mal vista, sei lá. É como se o tempo todo tivesse que me justificar. Acho isso um pé no saco! (sorry o termo chulo).

Já entendi uma coisa sobre perdão e relacionamentos. Perdoar quem não nos é tão importante, pode até ser fácil e a gente segue em frente, mas para que o relacionamento se mantenha, a relação precisa ser maior do que a ofensa. E aqui no blog criamos relacionamentos muito rápido, e com pouca história, pouca vivência. Nunca olhamos nos olhos uns dos outros (salvo raras exceções e encontros), não conhecemos tom de voz, nem sabemos quem somos exatamente, a não ser pelas palavras. Não vivemos histórias em comum que solidifiquem, sustentem a relação. Ela se quebra com facilidade, e pode ser bem difícil retomá-la. Quando o desculpe, assim como o está desculpada saem por escrito eles podem ser verdadeiros, sentidos, ou apenas palavras soltas. Como saber?  E como a relação é muito frágil, pode ser rompida sem volta. Isso eu não sei. E não quero mais falar neste assunto. 

Para não me tornar chata, repetitiva, uma destas pessoas que parecem rastejar em busca de perdão, (Eu não sou assim MESMO!) vou ficar na minha por uns dias, me entender, me perdoar. 

Neste momento o perdão que me interessa é o meu. É estar bem comigo. Saber que errei, que sou falível, que refletirei para evitar novos deslizes. Estou em busca apenas disso. E isso só posso ter comigo. Será então uma semana daquele tipo, lua de mel de reconciliação, do tipo que tantos casais experimentam, sabe? Só que minha lua de mel é interior. No casamento vai tudo bem, obrigada!

Voltarei me amando mais, de preferência com boas histórias sobre outros assuntos. Para isso estarei com amigos do lado de cá, aqueles que conhecem meu sorriso e meu olhar. 

Desculpem a ausência forçada. Espero que entendam a necessidade que me assola. Não deixarei de visitar blogs amigos, só não pretendo publicar textos por estes dias, nem estar tão presente como costumo ser. Quantos dias? Não sei. Até me sentir à vontade de novo por aqui. Que seja rápido então, né?

Beijos a todos,
Tati.

46 comentários:

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...

Volta depressa!

InsPIRAÇÕES Maternais disse...

Oi Tati,
Li seu post sobre o silêncio e me identifiquei tanto, mais tanto, com ele que pensei que fosse um post falando sobre mim.
Me peguei pensando:
- Como pode uma pessoa que nem conheço saber tanto sobre mim?
- Como pode uma pessoa estar vivenciando a mesmíssima estória que eu?
Resultado: Acabei escrevendo um post acerca do tema também.
Bom início de semana e obrigada por me inspirar.
Bjim =D

Taia Assunção disse...

Cuide-se! Melhoras e volte logo, quero ver o cheesecake...ah então foi você mesmo né danadinha que havia me sugerido a torta de banana...nhamenhame...beijocas e boa semana.

Nathália (Ná) disse...

Tati, fique fora o tempo que precisar e volte renovada, Ok. Acho que esse tempo irá fazer muito bem a você.
Mas não demore muito....rsrsrs.
Bjs!

Chica disse...

Paradas quandosentimos necessárias, fazem muito bem!Volta logo, descansa!beijos,chica

Bordados e Retalhos disse...

Querida Tati, fique o tempo que precisar. Esse "respirar" é necessário e creio que vai te fazer bem. Só não acho que terá o mesmo efeito pra nós, suas seguidoras, que passamos por aqui todo os dias, porque sentiremos falta de você. Amiga, espero que no final você reconheça que as coisas não são tão graves assim. Espero que fique bem. Mesmo sem conhecê-la pessoalmente gosto muito de você e acredito, de coração, que é uma pessoa muito especial. Bjs

Misturação - Ana Karla disse...

Ô amiga, as vezes a gente tem que parar mesmo pra colocar as idéias no lugar e pegar um "novo ar".
Que seja rápida a sua ausência.
Aqui estarei a sua espera, assim como muitos outros seguidores.
Xerossss

Cantinho da Cê disse...

Tati querida,

Nem sei o que aconteceu, mas se precisa passar um tempo fora, que seja rápido...você faz falta...

Beijo,

Fefa disse...

Tati, tempo para nós mesmas é tão importante. Tire seus momentos, tire quantos dias, semanas, anos (espero que não) precisar. Nesses dias de contratura, me curti. Curti meu silêncio, curti a minha "fefa" e até sobre o blog, que é bem mais bloguinho que aqui, que é bem mais calouro, eu pensei. Reavaliei... Comecei a ter a mesma sensação que voce, mesmo com tao menos tempo de blogagem e sem nem pensar em blog books. Me peguei falando com a Line sobre como algumas coisas fazem com que as postagens fiquem "obrigatorias", que vc "TENHA'que Postar, que vc "TENHA" que comentar, adicionar, divulgar... Blogagem "fast food", e nesse caso eu sou mais bistrozinho ou comidinha caseira hahahah Se sentir desconfortável na nossa própria casa, no nosso próprio cantinho... Nãh, isso não existe! Você faz muito bem em se dar esse presente! :-D Aproveite! E que não dure muito, claro, pq vai fazer falta! Mas vc é o mais importante!

Boa "viagem"

Beijocas

Astrid Annabelle disse...

Ah! Como te entendo Tati querida!
Existem instantes onde somente podemos viver por dentro...e o fora, vai ter que esperar.
Que passe logo. Me habituei a vir aqui e ler a sua prosa. Vou sentir falta. Por outro lado estarei enviando amor para que se resolva o mais rápido possível.
Um beijo grande. Precisando, estou a distância de um click....rss
Astrid Annabelle

Cacá disse...

Pela sua grandeza e maturidade, Tati, creio que rapidamente você esteja retornando como acredito ser também o desejo de todos que frequentam seu espaço. Desejo-lhe um silêncio calmo e um breve retorno. P.S: Eu tenho um texto do Arcanjo (que você gostou) para publicar mas aguardo o seu retorno. Abraço grande. Paz e bem.

disse...

Curta seu tempo. Bjos e te leio na volta!!

Teresa Cristina disse...

Olá Tati. Post lindo, autêntico. Temos que saber nos recolher para dar o tempo que precisamos para voltar a sorrir. Estou a pouco tempo aqui na blogosfera, porém o blog tem que ser antes de tudo prazeroso para nós. Se passa ser obrigação, perde a graça. Não se sinta obrigada a nada, vc já nos encanta apenas por ser quem é. Bjus

Fala Mãe! disse...

Tati querida!
Fiquei sumida esses dias e meio que boiei, aconteceu alguma coisa? Espero que tudo se resolva e fique tranquila, estaremos te esperando,. Se quiser me escrever contando, se não, eu entendo, eu mesma não sou de expor muito meus problemas, como eu sempre digo " as infiltrações aqui de casa prefiro esconder rs". Gosto muito de vc, você é muito querida e talentosa! gde beijo

Eduardo Medeiros disse...

Tati, essas situações sempre nos tira muita energia e precisamos resolvê-las o mais rápido possível. Para mim a coisa é bem simples: peça perdão a quem você deve pedir, se perdoe pela "falha" (coisa normal no gênero humano, o que importa é o reconhecimento da falha) e ponha um ponto final na história. A vida é muito curta para ficarmos nos remoendo com sentimentos negativos.

abraços

Néia (Dulci) disse...

Não vou, como na maioria dos comentários desse post, dizer que fique ausente o tempo que precisar. Não! eu quero que volte logo! não pode nos deixar órfãos assim! afinal já faz parte do meu tão pequeno mas tão importante grupo de amigos que me conquistaram pela magia e encanto de escrever. Não quero que tire férias assim forçadas, estar por aqui pode ser a melhor forma de se recuperar de qualquer intempérie pela qual esteja passando, afinal desabafar é sempre o remédio curador de muitos males.
Beijos no coração.

Françoise disse...

Tati,
Fique quietinha o tempo que precisar para voltar renovada e feliz.
Só não se cobre tanto,
ABraços apertados,
Fran

Cantinho She disse...

Tati, minha querida, não vou te criticar porque já fui assim, sei muito bem como é esse bichinho que está morando, TEMPORARIAMENTE, aí dentro, como amiga o que posso te dizer é que muitas reações nesta vida não valem a pena. Supervalorizações, julgamentos precipitados, muito menos, mas muito menos ainda é tudo isso com a gente mesma, pois ninguém nesta vida é mais importante do que a gente mesma. Pois primeiramente é preciso estarmos bem com a gente e para a gente, então ficar quietinha quando estamos assim é sempre a melhor atitude. Acredite. Um até breve é inteligência emocional, sabia? E que vc tem, acredite! Só precisa moldá-la mais, alimentá-la mais, vc e todos nós. Ninguém é dono da razão, apenas aprendemos com os nossos próprios erros, e com as experiências dos outros. Nenhuma relação humana, real ou virtual, chega com manual, nós vamos aprendendo conforme vamos nos relacionando.
A única coisa que te peço é que não se martirize tanto, não vale a pena minha querida, mudar sim, mas se autopunir não.
Você sabe como me encontrar e qualquer coisa estarei ao alcance de suas mãos...
Errar é humano, reconhecer que errou é para poucos, e querer melhorar somente os inteligentes alcançam, vc é especial, acredite!
Beijo, beijo e até breve, tá?! (rs)
She

PS: Obrigada pelo recadinho carinhoso lá no meu Cantinho.

Lília disse...

Ei Tati, só podemos dar quando estamos repletos, entende?

Se restabeleça, se centre, e quando estiver bem, estaremos aqui sentadinhos em frente ao micro, só aguardando a sua atualização!

Super beijos querida!

Clau Finotti disse...

Oi Tati!
Tô "boiando" mais que tudo, nem tenho a mínima idéia do que se passa, mas nem interessa, o importante é que quando você vem e fala de alguma coisa, algo que a incomoda, aquilo já se torna melhor. É por isso que tem terapia na escrita, némesmo?

Você deixou um recado lindérrimo no meu blog pelo meu aniversário e eu ameeeiiiii mesmo, principalmente porque sei que quando vc escreve alguma coisa pode-se confiar que é de coração, então tô super me sentindo com tantos bons adjetivos colocados lá.

Depois vou fazer um post especial de aniversário.

Mil beijos, querida.

Não seja tão exigente consigo mesma.

Fica com DEUS, que ele te dê paz nesses dias e que volte loooooogo para os nossos bracinhos virtuais.

Bjus.

Mariana Hart disse...

Volta logo!!E não se culpe/cobre tanto!

Anyway...Cada um sabe a dor e a delícia de ser o que é!Nada como o tempo!

Beijo grande lindona!:)

Mariana Hart disse...

Fui procurar teu signo no teu perfil p/procurar respostas e tá explicado!Escorpião: INTENSIDADE é a definição!:)

Liza Souza disse...

Tati, tire esse tempo sim para voce e volte quando quiser, estaremos esperando ansiosamente pelos posts maravilhosos que sempre encontramos aqui. E nao se esqueca: voce é uma pessoa muito especial!
Beijos

Leci Irene disse...

Oi... vem cá: vê se não demora viu? Eu tô aqui que nem a Magda - não tô entendendo! Não vi nada errado, não li nada errado... então, fico a ver navios.
Beijos

Cucchiaio pieno disse...

Cara Tati
Para mim foi um grande prazer participar da surpresa de aniversário da Glorinha, pois ela é muito especial para mim!
Também estou com "ausência forçada" do meu blog devido a estudos e estou com vários posts prontos e em postagem automática (programada). Mas a vida é feita de escolhas e tenho fé que os frutos virão e meu blog voltara' ao normal, assim como as visitas aos blogs amigos.
Gostei muito do teu trabalho, parabéns!
Um abraço
Léia

Mummy Brown disse...

tati querida seu post me inspirou no meu post Procura-se desesperadamente!! Volte logo meu anjo! Vai se refaz e volte esplendorosa como sempre! bjos

Nilce disse...

Tati

Somos parecidas mesmo. Eu também passo dos limites muitas vezes e fico asim, precisando do meu próprio perdão.
Enquanto isso não acontece, fico me martirizando, culpando-me demais.
Fica em paz que esse perdão vem logo e teu coração voltará mais forte e com mais uma experiência construtiva.
Fique com Deus!

Bjs no coração!

Nilce

Macá disse...

Tati
Você conhece um ditado que diz assim: "Você nunca enfrentará um problema que não esteja carregado de oportunidades".
Então, aproveite para refletir, descansar a cabeça, perdoar a si mesma, e você voltará renovada pra nós, com suas histórias bem humoradas.
Um beijo

orvalho do ceu disse...

Olá, querida
Que essa pausa seja providencial em sua vida e que faça vc muito mais feliz e abençoada ainda!
Um abraço fraterno e carinhoso com votos de boa estadia em VOCÊ.

Isadora disse...

Minha amiga apenas te digo que se você precisar de alguma coisa: gritar, desabafar, reclamar sabe que pode contar e também como me achar, Estarei à sua disposição, nem que seja apenas para ouvi-la.
Um beijo

Giovani Iemini disse...

sim.

Gisley Scott disse...

Serei sincera: estou mais por fora que bunda de índio, ainda não entendi do que esse post se trata, mas espero que quando vc voltar, esteja radiando :) - toda pausa é bem-vinda para o renovo das idéias!

bjos :)

Crica Viegas disse...

Não entendi nada porque tb fiquei um pouco ausente desde a semana passada, mas se vc quer se recolher, fique à vontade pra isso...esse espaço aqui é seu e vc faz dele o melhor uso que achar.
Beijos e volta logo!

Mahria disse...

Voltei atrás, li alguns post's anteriores, pra ver se entendia melhor...Mas deixa.
Querida, peça perdão e se perdoe também, é tão ruim ficar se sentindo assim. Eu fico mal demais quando magoou alguém, me culpando... Mas Deus cura tudo viu, Deus conserta corações partidos, basta que lhe levemos os pedaços...


Fique bem


Bjs
Mah

Tatiana disse...

Tati querida....nao entendi nadica de nada...o que houve???
Não...nem responda, toma o teu tempo que é mais que merecido, você aqui sempre tão presente, sempre tão amiga.
Não sei o que houve, mas não se culpe tanto, se errou, todos nos erramos, faz parte do nosso aprendizado nessa vida tão complexa as vezes!!!
Estaremos te esperando com certeza a hora que for!!
De repente um tempo é tudo que você precisa,Tati, recarrega bateria com as amigas reais, da muito abraço apertado, daqueles que eu quis te dar lembra??? O contato físico reenergiza!!!
Beijocas minha querida!!!

Beth/Lilás disse...

Tati,
Vamos sentir sua falta, mas se é isso que precisa para se reenergizar, tudo bem, tá entendido, aceitável.
beijos cariocas

António Rosa disse...

Tati,

Siga atrás dessa sua intuição que lhe diz para estar 'calada'. Já voltará, com tudo resolvido dentro de si.

Uma energia dourada e positiva para si é o que lhe estou enviando agora.~~

António

lynce disse...

Na verdade nada como tirar umas férias retemperadoras para colocar a cabeça no lugar.
Bom descansoo, minha querida amiga do virtual.

Camille disse...

Oi Tati,
Nao acompanhei o que se passou com voce, estou totalmente por fora do que se trata. Mas lendo seu texto tirei uma frase bem importante para o que estou vivendo na minha vida real: a relaçao tem que ser mais importante,maior , que a ofensa para perdurar. Vou pensar nisso. Assunto grave para reflexao: problemas de divorcio complicado.
Enfim, fique com Deus, e seja la o que for, no mundo virtual as pessoas podem ser pessoas ou podem ser personagens A gente nao tem muita ideia a menos que conheça muito bem. Releve e fique bem, seja la o que for e como for.
Bjos,
Cam

Barbie Girl disse...

As vezes estava precisando desse tempo, passei por trancos e barrancos, mas estou melhor, perdoei a mim mesma e estou bem com isso, me sentindo pura e renovada. E espero que aconteça o mesmo com você, porque gosto de ti e entendo perfeitamente o quando esse momento é preciso!
Te espero.
beijos

Denise disse...

Não imagina como te entendo, Tati...
Essa viagem que vc decidiu fazer é o mais eficaz dos meios pra organizar os elementos que nos compõem, fazer as pazes com o que não nos exalta a alma - às vezes nem ao ego...
O retorno deverá ser luminoso, pq a paz interna será a embalagem perfeita onde vai acomodar esse universo que está a pulsar aí em vc...
Bom regresso, no teu tempo e jeito de voltar. Estaremos todos aqui, não vai-se livrar de nenhum de nós...rsrsrs

Bjos, minha querida.

Karine disse...

Oi Tati...
Te conheci pelo Blog da Bonfa.. e depois daquele dia, sempre que posso leio teus textos...
Nunca comentei,mas hoje lendo o teu relato fiquei com vontade de te dar um abraço...
Tu tem tanta sinceridade no que escreve, tanta emoçao.. é autêtica e mesmo sendo só via blog a gente acaba sentindo um carinho, admiração...
Espero que vc esteja melhor, tenha paz no teu coração e qe logo vc volte bem e feliz
Bjos

Maria Célia disse...

Oi querida
Não sei qual é seu problema, mais se você precisa ficar ausente das postagens.... vá em frente, e volte logo com seus textos lindos.
Bjos

Mari disse...

Tati...

Às vezes é preciso o afastamento para que a gente se reorganize e volte muito melhor.
Tem uma frase da Cecília Meireles que diz:

"Aprendi com as Primaveras a me deixar cortar para poder voltar sempre inteira."

Beijos querida

Mimirabolante disse...

Boa Sorte!!!Descanse o necessário!!!bjcas

Mônica Suñer disse...

Lindo texto!! Me fez realmente pensar... Bjs