Por que há questões que são melhor respondidas com novas indagações!

quinta-feira, 16 de setembro de 2010

Amar nem sempre é fácil

Quando meu pai operou o coração, seja pelo desgaste, seja pela medicação, ele entrou num processo de depressão. Meu pai é aquela pessoa com uma energia intensa: Se está bem, a energia da casa inteira flui, em contrapartida, se está mal, afunda com toda a família. Ele tem um magnetismo muito forte. Sendo assim, esta foi uma fase muito dura para todos nós.

Tínhamos passado por um período tenso com a doença do coração, cuidados intensivos em casa, tanto antes como depois da cirurgia. Ele inspirava atenção e estávamos ali, disponíveis. Quando a depressão instaurou-se a coisa ficou bem mais difícil. Não é nada fácil lidar com um depressivo. Ele ficava ali, prostrado, amuado, sem vontade para nada. Era estranho, chato, desgastante... Por um tempo nos empenhamos; sem ver melhoras, vai dando uma vontade de entregar os pontos. Chega uma hora que você sente raiva da pessoa! 

Nesta fase eu li em uma revista a seguinte frase: "Me ame quando menos mereço, é quando mais preciso".

Estes dizeres tocaram fundo em mim. Foi a partir disto que escrevi o texto que agora transcrevo. Ainda acho que um anjinho soprou cada uma dessas palavras ao meu ouvido. Deixei-o sobre a cama de meus pais, para que minha mãe e minha irmã lessem. Para que entendessemos que ele não estava bem e precisava, mais que nunca, de nós. Pensar sobre isso foi fundamental neste período. Agora compartilho com quem as quiser ler. Que possa ajudar outros que passam pelo mesmo drama. E saiba, tudo passa!

Me ame quando menos mereço, é quando mais preciso.
Família não é um aglomerado de pessoas reunidas numa casa. É um grupo, composto por pessoas que se amam, se respeitam e se admiram. Que se conhecem ou, pelo menos, tentam. Que quando não conhecem buscam compreender, aceitar.
Tolerância, carinho, diálogo, cooperação. São palavras-chave para a convivência feliz, na busca da harmonia.
Não devemos estar unidos apenas quando a doença se exterioriza no corpo. A doença da alma deve ser vista com maior atenção.
Unir forças para tentar detê-la. Visitas diárias ao coração machucado, à alma ferida.
Alimentar o espírito fraco com palavras e gestos nutritivos e saborosos.
Juntos tudo ficará mais fácil. A crise existe, está aí. Todos conhecemos, apesar de não sabermos lidar com ela. Também sabemos do grande amor que sempre reinou neste lar.
Cabe a nós consertar. É uma prova, um teste. Vamos passar por ele, de mãos dadas, mentes fortes e confiantes.
Estejamos juntos, em amor, e nada pode abalar um lar.
Beijos, Tati.  (ago, 2000).

Na minha família, prima é irmã!
Este foi um primeiro passo. As coisas não são simples, e não foram. Hoje meu pai está bem, é um homem ativo. Apesar de aposentado, trabalha e é reconhecido no que faz. Se dá muito bem com minha mãe, com quem está casado há quase 36 anos, numa relação de cumplicidade e carinho. Depois disso meu sobrinho JP nasceu, trazendo muita alegria. Acho até hoje que foi ele que salvou me pai, foi seu grande anti-depressivo, tomado em grandes goles, já que moram juntos, e sem contra-indicações. Nossa família se fortaleceu. Outras crises já nos acometeram, superamos todas! Juntos! Por que há muito amor entre nós!

Esta foi minha participação na blogagem coletiva proposta pela florzinha Cintia do Meu Cantinho, em comemoração aos 2 anos do seu blog. Parabéns, querida!

Beijos a todos,
Tati.

41 comentários:

ESpeCiaLmente GaSPaS disse...

Palavras bonitas as suas!

Parabéns pela família feliz!

Astrid Annabelle disse...

Que belo depoimento Tati!
Bom dia!
E que bela participação.
Adorei a frase e vou guardar comigo. Amar os outros quando tudo está bem é realmente muito fácil...dureza é nessas horas onde precisamos ser mais!!!!
Parabéns! Adorei sua participação.
Beijo gostoso com amor!
Astrid Annabelle

Cris França disse...

Lindo e tocante Tati, a gente deve amar sempre, amar mais e amar melhor, somente assim a gente cresce como seres humano. bjinhos e um lindo dia!

Chica disse...

Que frase essa,heim???É bem assim mesmo!Linda história de vida , superação e participação .Onde há amor tudo flui melhjor.beijos,tudo de bom,chica

Minéia Pacheco disse...

Olá Tati,

Que linda sua participação na blogagem coletiva da Cíntia. Me emocionei de verdade!
Que frase forte!!
Fico feliz em saber que tudo terminou bem... Beijos!

Anne disse...

Depoimento maravilhoso, Tati! Que bom que seu pai está bem, e sei que o amor foi fundamental pra isso!
Parabéns a família linda, que Deus abençoe sempre mais!

Misturação - Ana Karla disse...

Poxa Tati que história, hein!
A superação também é um momento de glória.
Nada é mais perfeito do que amar mais uma pessoa quando ela menos merece, mas na verdade é o amor que vai engrandecê-la.
Lindo demais, perfeito. Não tenho palavras.
Gostei do seu astral no Misturação.
Valeu.
Muito amor por aqui!!!!!!
Xerosssss

Dri Andrade disse...

é amiga, é verdade essa frase é perfeita.
É muito fácil amarmos quando tudo vai bem, quando a pessoa é bonita agradável, dificil é amar em meio às lutas.
Mas sua postura é muito bonita diante de tudo isso parabéns, ja te admiro mais.
Amiga a Sheila falou comigo ontem vamos marcar logo esse encontrooo ela me dissee q seu niver é em out. tbm. Que legal. Aguardo sua resposta um super beijoo

Nilce disse...

Tati

A cada dia você me surpreende mais. Adoro vir aqui rir, sonhar, aprender, chorar...
Falar de amor através de um depoimento destes, é realmente saber o que é o amor e os milagres que ele é capaz de fazer.

Que esta família permaneça unida sempre, com a grande sabedoria do Amor.

Bjs no coração!

Nilce

ஐ¸.Lady .¸ஐ disse...

Olá!
Superação, amor, família, união, todos os ingrediente para uma vida feliz com muita paz.
Sua história emociona e mostra que o amor é a essência do viver.
Tudo de bom na sua vida.
Com carinho, Lady.
Bj

Néia (Dulci) disse...

Quando as doenças não são tão visíveis fisicamente são mais difíceis de serem aceitas e na verdade são as que mais necessitam de atenção. Que bom que você teve um olhar sensível à situação vivida pelo seu pai, uma autêntica forma de amor!
Beijo

Lília disse...

Lindo depoimento. Eu passei por uma situação bem parecida com a minha mãe e sei que é realmente uma barra enfrentar a depressão em casa!
Hoje minha mãe tb está bem, tivemos que fazer esse exercício de amor e paciência para não surtarmos também!!

Enfim... só o amor né amiga! Muito amor e compreensão!

josi stanger disse...

Lindo!! Tati!!
Só nos mostra que um lindo coração, como o seu, consegue reunir forças onde já não se acredita que elas resistiram...!
Se foi o anjo que soprou essas palavras em seu ouvido, ele com certeza sabia pra quem deveria soprá-las...
um beijinho, pra vc e pra sua família e em especial para seu pai.

Cantinho She disse...

Amiga, vc me fez chorar, sabe, passou um filme em minha cabeça de tantas coisas também vividas, enfim... lindo post, repleto de MUITO AMOR!
Nada é fácil, mas quando há amor verdadeiro as coisas ficam realmente bem menos difíceis...
Adorei o post e a sua participação na coletiva da Cíntia.
Quanto a esse pensamento que foi o estopim para vocês, lembro que tb qdo a conheci fiquei encantada com tamanha sabedoria, pois é a mais pura verdade, MESMO!

Lindona eu adorei também ter falado contigo ontem pelo telefone, e fiquei muito feliz em saber que te fez bem... que bom!

Esqueci de comentar contigo que a Dri Andrade está querendo combinar um encontro com a gente... vamos ver isso!

Beijo, beijo! ;)
She

Cantinho da Cê disse...

Nossa Tati, você consegue sempre me emocionar...
Que linda declaração de amor...
Adorei seu post.
Beijos,

Barbie Girl disse...

Tati, que participação especial!!

História de amor, garra e superação na sua família. Fico feliz que os mais belos anjos tenham levado luz para cura do seu pai, fico feliz pela bela família que tem!
Que Jesus abençoe vocês hoje e sempre!
Agradeço sua participação!

beijos

Bordados e Retalhos disse...

Tati, fico encantada quando leio os textos nos blogs, o seu especialmente. Deixaria hoje para lê-los a tarde, mas não consegui sair do computador sem parar aqui. Esperava encontrar alguma coisa sobre o Bê, mas vc é mesmo supreendente. Confesso que fiquei muito tocada pela frase que os anjos sopraram em seu ouvido (tenho certeza que foram eles, os que protegem seu pai). Peço permissão para copiá-la. Vou usar de alguma forma, ou num texto para o meu filho e marido ou simplesmente a deixarei escrita no espelho do banheiro, no quarto. Quem sabe não seja um abençoado remédio para começar quebrar as amarras das relações conflituosas da minha casa. Seu texto, como sempre, primoroso deixou meus olhos rasos d'água. Senti aqui, que tenho chances, que ainda é possível. Bjs querida e muito obrigada.

pensandoemfamilia disse...

Oi querida
Vc sempre traz com suas experiências belos aprendizados. Amor é isto e precisa ser cultivado.
bjs

Françoise disse...

É, amar não é facil mesmo e quando falamos de família, é preciso dobrar a dose pois apesar do amor já inerente, convivemos com os defeitos. Não podemos deixar que morra, ele está lá e precisa ser cultivado todos os dias. Sua história de amor e perseverança pela família é linda. Demonstram alegria e transbordam amor nas fotos postadas.
Beijos


* Estarei voltando dia 28/09. Não vejo a hora, rs......rs.. Tô maluca!!!!!

Yoyo Pizy disse...

Sua família é linda Tati.Parabéns!
Achei maravilhosa essa sua declaração de amor ao seu pai e salvei o texto que fez com que vocês não desistisse dele.
Bjo no core, amada

Tatiana disse...

Que frase mais linda e verdadeira, Tati!!! Como nesses momentos nos vemos as vezes fazendo exatamente o contrario!!!
Fico feliz do seu paizinho estar bem agora e casa do a 36 aaaaaanos?????Wooow!!!!Eu tambem queeero..rsrs!!!!!
Muitas beijocas minha querida e parabéns como sempre pelo liiindo texto!!!!

Lu Souza Brito disse...

OLá Tati, estou de volta e dessa vez sem dores, rsrs.

Esta frase toca no coração de quem a lê, nao tem como passar insensivelmente por ela.
Quantas vezes pensamos em desistirjustamente quando mais precisam da gente?

Já estava com saudades de vc. Pouco a pouco vou voltando a comentar, escrever (sem abusos, pq meus punhos ainda doem muito).

Beijokas
Lu

Nathália (Ná) disse...

Obrigada Tati, estava precisando ler isso, lembrei-me da minha irmã e percebi que nesse momento em que menos ela merece é o momento em que ela mais está precisando de amor, chega uma hora em que é dificil lidar com uma pessoa depressiva, mas todos juntos iremos conseguir.

Bjs!!!

Lúcia Soares disse...

Tati, uma verdadeira definição do amor.
Que vantagem fazemos em amar a uma pessoa porque ela é muito legal?
Precisamos amar com o coração, não com a razão.
O amor a seu pai certamente foi um passo grande para sua cura.
Você é um doce de pessoa, de filha, de mulher, de mãe.
Beijo!

Crica Viegas disse...

Linda declaração de amor à sua família, em especial ao seu pai...sei como é isso pois aqui sou eu a que menos tenho merecido, e a família se doa numa bondade divina...
Lindo seu post!

Isadora disse...

Tati, àqueles que conseguem entender as doenças da alma, um coração enfraquecido, são anjos colocados em nossas vidas, e, que nos ajudam a ultrapassar os períodos de adversidades, os períodos de grande tristeza.
Vocês são os anjos que foram colocados no caminho de seu pai!
Um beijo

Wanderley Elian Lima disse...

Oi Tati
Realmente um belo relato, de uma experiência que poucos são capazes de enfrentar , e saírem vitoriosos. Parabéns a você e sua família que souberam passar por esse problema, tendo como principal aliado,o amor.
Bjux

Gisley Scott disse...

Amor é isso.

É essa coisa incondicional.É mais do que um sentimento, é decisão.A nossa sociedade moderna tem ensinado que a gente ama e cuida até quando for "lucrativo" pra gente, mas quando começar a dar trabalho demais, a gente deve cair fora.

Mas Jesus, o dono do amor disse:

"Pois, se amardes os que vos amam, que galardão tereis? Não fazem os publicanos também o mesmo?E, se saudardes unicamente os vossos irmãos, que fazeis de mais? Não fazem os publicanos também assim?"( Mateus 5:46-47).

Fui muito confrontada com essa palavra, pois sabemos que o nosso ego não consegue conceber a idéia de fazer tudo por uma pessoa sem receber nada em troca.

Mas quando o sol sai de manhã e a chuva vai na terra, ela cai para os justos e os injustos.Deus permitiu que vc tivesse esse momento com seu pai para ser canal de bênção e de amor na vida dele.Por isso vc fez o bem.Querida, se vc estendeu amor e graça à ele, é pq vc tem isso pra dar e essas coisas são dádivas de Deus. É sinal que vc está sendo como uma árvore à florescer, e dar bons frutos e a prover sombra e abrigo aqueles que estão desamparados.

Se todas pessoas vissem suas situações assim, veriam que são muito mais abençoadas do que aqueles que carecem de atenção e misericórdia.

Aquele que só pede e exige dos outros é como uma árvore de galhos secos: vem à tona a sua personalidade, do que essa pessoa é feita e tb o fato de que ela é pobre de espírito, pois nada tem a oferecer.

Continue sendo essa árvore frondosa!

Bjos querida! Creia que Deus há de te recompensar muito mais do que vc se propôs a fazer pelo seu pai!

Bjos

Manuela Freitas disse...

Olá querida Tati,
O teu texto me emocionou bastante, porque fala da vida, de situações na vida pelas quais todos nós passamos e nesta nossa vida, onde os problemas também estão presentes o amor é fundamental.
Me ame quando menos mereço, é quando mais preciso". Fiquei com esta frase é de facto fabulosa.
Muitos beijinhos para ti e muito amor,
Manú

Teresinha Ferreira disse...

Olá Tati,
Fiquei super emocionada com tudo isso. É muito triste certas situações. Minha mãe está em cima de uma cama. Acho que 9 anos, por ai. Sabe, ver nossos pais em situações difíceis é muito triste. Acho até que poderia fazer mais por ela, mas...Moro em Vila Velha e ela está no Rio.
É muito complicado...
Amei seu post. Fico feliz que tudo esteja bem.
Bjs mil

lolipop disse...

Muito belo e comovente! VC ilustrou o amor duma forma muito pessoal e vivida. Que bonita essa ajuda a seu pai, que bom ele ter superado.
Parabéns pelo texto e por essa família linda e unida.
TERNURAS

Cacá disse...

Esta eu creio que é a maior prova da capacidade de alguém amar o outro. Demonstrar efetivamente amor quando está tudo às mil maravilhas é muito fácil e serve para propaganda de bom mocismo. Amor mesmo é esta demonstração de desprendimento, tolerância, compreensão e doação que vocês fizeram. Isso , pode ter certeza, fincou uma raiz quase indestrutível em família. Emocionei-me, Tati! Abraços. Paz e bem.

Irene Moreira disse...

Tati
Que participação de amor mais verdadeira. Você me deixou super emocionada.

Agora vamos continuar sonhando e pode comntar com o meu amor e admiração. Estou do teu lado e torcendo muito.

Beijos

Anne Lieri disse...

Tati,linda história de amor familiar!Meu pai está tb agora passando um momento dificil e vejo como sua frase é verdadeira!Beleza de participação!Bjs,

Socorro Melo disse...

Tati,

Emocionante. O que mais dizer? Esta frase nos toca profundamente mesmo. Uma linda declaração de amor a sua família. Parabéns!

Com amor,
Socorro Melo

Nika disse...

Linda história, emocionante.
Desejo que sempre reine o amor na sua família por que é isso mesmo que vc escreveu que faz com que ela permaneça unida.
Parábens não apenas pela família linda mas também pela sua sabedoria em espalhar o amor,
Bjs

Cintia Branco disse...

Tati,

Quanta lição nesse texto. Me emocionei.
Como as lições saltam aos nossos olhos quando estamos em busca de respostas, não é mesmo?!
Beijos

Taia Assunção disse...

Que lindo Tati...e quem disse que amar e facil ne? O verdadeiro amor se mostra nas dificuldades e quando e verdadeiro se fortalece...parabens pela familia. Amei o texto "Do seu tamanho", nos desfazer de algumas coisas pode ser dolorido...mas e necessario. Faz parte do crescimento humano. Beijocas e boa sexta.

orvalho do ceu disse...

Oi, amiga Tati
DEUS É AMOR...
Desculpe-me ter chegado tarde à festa, estou acamada mas não posso passar sem vir apreciar os convidados (e seus presentes) da Cíntia tão querida.
Que vc seja feliz, amada e abençoada!
Com AMOR fraterno,
BJS

Beth/Lilás disse...

Que coisa mais linda este amor de vocês!
Que Deus os abençoe sempre para que nada de mal afaste as pessoas desta linda família!
bjs cariocas



Que bom, agora posso voltar a comentar seus posts. Obrigada!

Bombom disse...

Tive de tomar nota da frase que te iluminou nesse momento, por ser tão verdadeira. Também eu passei por um momento negro de depressão e sei o que custa! E também para mim foi tão importante o nascimento da primeira netinha! É a melhor terapia, na verdade, junto com o Amor e a dedicação de toda a Família! Bela reflexão sobre o Amor! Bjs. Bombom