Por que há questões que são melhor respondidas com novas indagações!

sexta-feira, 11 de março de 2011

Doces vontades

daqui
Sabe quando a gente fica sem namorado e parece que todos no mundo estão em pares, apaixonados, e que só nós sobramos? Faz tempo que não me lembro desta sensação, mas... de uns tempos para cá a sensação que tenho é que todos estão trabalhando, estão crescendo em suas carreiras e eu estacionei! Eu sei que pode ser temporário, que o principal obstáculo neste momento é minha ansiedade, que preciso me acalmar, fazer os contatos necessários e aguardar. Ouvir com um sorriso uma possibilidade do tipo: "assim que tivermos um projeto em que você se encaixe..." E eu lá sou mulher de me encaixar em projeto? Eu quero participar das ideias, gosto de contruir os projetos...

Então hoje, final do carnaval, retorno da vida normal e a insônia voltou. Como tivemos uma noite ultra mal dormida os meninos foram cedo para a cama. E por que meu sono não vem? 

Sabe quando você inveja qualquer trabalhador simplesmente por que TEM um emprego? Se sentir útil, ter contra-cheques, descontar um monte de dinheiro que faz falta hoje e renderá uma aposentadoria mixuruca no futuro, vale transporte, ticket refeição, colegas de trabalho... Não importa! Estudei tanto, sonhei tanto, corri atrás, mas olhar possibilidades e não ter nada em mãos é como olhar vitrine de doceria com bolso e barriga vazios... Uma vontade de entrar, de escolher, de participar do banquete, e a certeza de não ter sido convidada, de não fazer parte.

Sinto a cobrança velada nos olhos e palavras da família, mas mais que tudo sinto a minha cobrança. Em cada limitação que precisamos enfrentar. No começar a duvidar que sou capaz, se aquelas expectativas depositadas em mim eram fundamentadas. Tenho fugido de escrever no blog por que até meu bom humor fugiu de mim. Estou uma chata rabugenta, a própria garota-enxaqueca. E não do tipo caricato, engraçado. Percebi que o blog estava tomando este rumo e tentei um texto mais bobo, engraçadinho (lembram como era há um tempinho atrás?). Quando terminei e li, percebi o fiasco. Podia servir de roteiro para programinhas tipo Zorra Total, daqueles que se não tiver claque você não entende que é para rir... Ó céus... Meu bom humor era o que me salvava... Alê, cadê você para trocar tiradas espirituosas? Acho que era em nossos cafés que eu me abastecia. Será?! Saudade de não ter tempo para nada por que tinha muito trabalho a fazer, mas também das ideias fervilhando, de colocar a mão na massa, de pilhas e pilhas de artigos para ler, projeto para escrever, a chatisse das burocracias... Ai, que saudade do meu trabalho!!!

Que este limbo não dure muito tempo. Dinheiro faz falta sim, e muita. Mas a saudade maior é de me sentir produtiva, integrada. Da alegria que o trabalho nos traz. E do sono no final de um dia exaustivo. 

Se eu demorar a aparecer é por que estou por aí, caçando aquela Tati brincalhona e divertida, acho que ela está num jogo de esconde-esconde, a sem graça... Ops, não... sem graça é essa Tati que ficou! Sem graça e sem sorriso no rosto. O que significa que perdi parte da minha identidade. Se eu voltar chatinha de novo vocês podem atirar sapatos em mim! De preferência os dois pés (Calço 37). Tá, tentativa infame de fazer piadinha. Claque, manifeste-se! 

Beijos a todos, desculpem aí qualquer coisa... Não reparem a bagunça...

Tati.

P.S.: Vocês viram que agora não dá para copiar meus textos? Obra da querida Elaine Gaspareto. Agora ficou mais difícil plagiar. Ela faz não só isso como muito mais: Deixa seu blog lindo e a sua cara, além de organizado e levinho. Quer saber como? Chama que ela vai!

Mais beijos e FUI!

21 comentários:

estela campos disse...

Ahhhhh bom!!!! Finalmente tem um textinho novo, né? Chega de me deixar órfã! Coisa feia isso...rs
Minha querida, sei bem como é, para alguém como você, não estar trabalhando. Parece que o trem tá passando e você não consegue nem subir, quanto mais sentar na janelinha. Mas tudo vem ao seu tempo. As palavras de ordem são: Empenho e Paciência. A primeira sei que você tem de sobra. A segunda, bom, nem preciso comentar..rs Mas pensa bem, como seria passar por todos essa trajetória médica com o Bê, se você estivess trabalhando? Com prazos, chefe cobrando, consciência pesada por não estar fazendo nada direito. Você já pegou esse ângulo da questão para examinar. Será que essa falta de emprego não foi colocada nesse momento de forma estratégica por essa força que rege o Universo, seja ela qual for? Então, não se exaspere. Como diria meu pai, não tem mal que nunca acabe, nem bem que nunca termine.
Enquanto isso, cuide do Vi, do Bê, de nós que amamos seus pensamentos, confusos ou não, e principalmente de você.
Teca na TV.
PS. Por que será que a saudade é sempre maior depois que a gente esteve junto????

Vi disse...

Viver com felicidade é a arte de buscar a felicidade que seu coração aponta e ser útil (e feliz) com o que seus olhos te mostram.

Não desista disso
Te amo muito

Lu Souza Brito disse...

Tati,

Vou jogar sapato coisa nehuma. Vou continuar torcendo para que essa nuvem cinzenta desapareça da sua frente, trazendo um trabalho que te deixe feliz, te faça sentir produtiva e que possa explorar todos os seus conhecimentos.
Numa hora dessas é difícil o sorriso sair, a alegria nos contagiar. Mas coragem menina. Você é uma guerreira, sempre demonstrou isso aqui. Chorar, questionar e ficar por um tempo garota-enxaqueca faz parte. Desistir não.
Boa sorte do fundo do meu coração.

Sobre a dica da Elaine, também já apliquei no meu blog. Aliás, quase estou inserindo uma ou outra coisa que ela ensina. Adoro!!!
Beijos!

Bordados e Retalhos disse...

Ai Tati será que a cobrança não vem de você em primeiro lugar? Tão difícil dizer qualquer coisa nessa hora né amiga? Mas acho que me sentiria da mesma forma que vc está se sentindo. Ainda mais que vc, mais do que ninguém, sabe de sua competência e do seu valor. Tenho certeza que as coisas vão se ajeitar querida. Tenho certeza que seus projetos vão aparecer e que vc ainda virá aqui se desculpar pela ausência devido ao excesso de trabalho. Não desista!!Estou aqui torcendo por você. Bjs

chica disse...

Fica firme...Nada acontece por acaso e o que é teu está guardadinho,vais ver...
Lógico que não vai acontecer se ninguém te enxergar...larga currículos, faz tua parte e de repete, pinta, na hora certa! Tomara, logo! beijos,chica

Legal essa de não poder copiar o blog!

Minéia Pacheco disse...

Olá Tati,

Fica assim não, tudo acontece no tempo certo!
O seu tempo está chegando, devagarinho, mas vai chegar sim!

Fica em paz sempre!

Força!

Beijos no coração!

Mari Hart disse...

hhhh Tatiii, vc é uma querida de qualquer jeito e teus textos fazem falta sim!

A vida é assim, altos e baixos, mas acho que a pior cobrança é a sua com vc mesma. O importante é ser feliz, seja lá como for! Trabalhando ou não, torço para que vc se encontre e possa enfim se sentir uma mulher feliz de evrdade. Tenho certeza que é fase e fase é passageira!

Bjo enorme! =)

Mari Hart disse...

Ahhhh Tatiii, vc é uma querida de qualquer jeito e teus textos fazem falta sim!

A vida é assim, altos e baixos, mas acho que a pior cobrança é a sua com vc mesma. O importante é ser feliz, seja lá como for! Trabalhando ou não, torço para que vc se encontre e possa enfim se sentir uma mulher feliz de evrdade. Tenho certeza que é fase e fase é passageira!

Bjo enorme! =)

meus instantes e momentos disse...

conhecendo teu blog.
Gostei daqui.
Maurizio

* Jane by Jane... disse...

hmmmm a Estela Campos foi muito feliz em seu comentário e eu diria o mesmo. Acrescento que se o tempo está pedindo paciência é porque você pode e deve procurar coisas bobas para fazer mocinha ! Sem vontade ? Durma, tome um banho demorado com cheirinho de sabonete novo só seu...saia para comprar uma flor só sua que enfeite a casa para todos...Saia Tati ! drible a ansiedade sem gastar grana, vá no simples. Todos nós passamos por isso.
Obrigada por me ensinar que existe
matcha e azuki...fui pesquisar atéee hahahahahaha
Leia blogs os mais diferentes, isso faz o tempo voar. rs
Seja inútil com auto estima elevada, sabe como é ?
Muitos beijos. Carpe Diem !

Misturação - Ana Karla disse...

Que bom que você apareceu Tati!
Olha, pra tudo há o momento certo e o seu também tem o dia.
Sem falar que você é útil em outras coisas.
Então abrace esse mundo e esse momento que está do seu lado e deixe as coisas fluirem.


Xeros

Misturação - Ana Karla disse...

O fato de você não está trabalhando, não quer dizer que você não serve pra nada.
E seu filho?
Seu marido?
Sua casa?
Suas idéias?
Devagar e sempre.

Xeros

Glorinha L de Lion disse...

Tati, não some não, exerça o que vc sabe fazer tão bem: escreva! Coloque sua raiva, sua frustração pra fora. Vc é jovem e ainda vai acontecer tudo o que espera, vc vai ver...eu, cinquentona, tô aqui quase, quase que dirá vc que tem a vida toda pela frente. Acredite, vc pode e vai. Porque sim! beijos,

Denise disse...

Tati, ouve o Vi - que linda declaração de amor e apoio ele te deixou aqui, imagino a que ele te dá!

Essa contemplação desgasta e vai tomando o espaço da determinante ação que sempre foi tua marca, mas talvez vc possa olhar pra esse tempo que está cheio de vazio, como um período de grandes avaliações, que faz a Tati crescer mais, e encontrar o caminho diante de novas opções, de uma realidade que não idealizou, mas que é aquela que tem...não desista de teus sonhos nem abandone a imagem positiva que tem de si, tá bem queridona?
Bjoss

Simone Aline disse...

Puxa Tati, não fique assim...
Não tenho muito o que dizer, pq nada que eu diga te traz um emprego...rs (piadinha sem graça tb!). Mas entendo bem o que está sentindo. É muito ruim não se sentir "útil" e só quem já se sentiu assim é que sabe...
Mas vai passar, acredite!
Bj grande!

Eduardo Medeiros disse...

pois eu acho que até quando você escreve que está mal-humorada você escreve com humor...tá certo que não é aquele "oh, que espirituosa e engraçada..." mas o essencial está aí sim, claro. portanto, fique tranquila.

quanto aos teus questionamentos, bem escrever sobre ele é ótimo para clarear as ideias e afrouxar os nós.

hoje mesmo disse a uma amiga blogueira que estava se sentindo inútil por não estar trabalhando e só cuidando da casa e do filho para ela olhar o lado bom da coisa.

não podemos dizer que acompanhar de perto e a cada hora o crescimento dos filhos seja algo "improdutivo", pelo contrário. é uma benção até.

como disse a sábia amiga chica, tem hora prá tudo acontecer.

Mirian Pastorello disse...

Filha, prá variar, escrevi o texto no calor da emoção e...perdi!!!Mas vou gtentar reescrever: Concordo com a Teca, de que essa pausa deva ser o 'Momento do Bê". Esse é o seu trabalho hoje.Acompanhar, pesquisar e, se Deus quiser logo,logo resolver.Enquando isso vá regando e cuidando das sementes que você plantou. Breve chegará a hora de colher lindos frutos. A cobrança que você vê em meus olhos não é que gtenmha um trabalho, e sim que seja feliz! Amo você, filha.
zilhões de beijos.

Maria Célia disse...

Boa noite, Tati
É tão fácil dar conselhos para as pessoas, não estamos na pele delas, não sabemos realmente o que elas estão enfrentando e sentindo.
Por isto, minha querida, só te digo uma coisa, tudo tem uma hora certa pra acontecer, acredito muito nisto.
Tenha fé e não desanime, você ainda vai conseguir conquistar seus desejos e sonhos.
Beijos

Alessandra Nascimento disse...

"É melhor ser alegre q ser triste
Alegria é a melhor coisa q existe
É assim como a luz no coração
Mas pra fazer um samba com beleza
É preciso um bocado de tristeza
É preciso um bocado de tristeza
Senão não se faz um samba não..."
Vinicius de Moraes

Amiga essa tristeza é apenas um verso do lindo samba q é a sua vida. Te amo!!!

Lúcia Soares disse...

Tati, todos acima falaram bem.
Leia de novo e aplique!
Tudo tem a hora certa. Esse é seu momento. Viva-o.
Beijo!

Gisley Scott disse...

Olha Tati, entendo vc demais.. O meu caso principalmente é pq estou a mercê do governo americano e o que me revolta é ver gente ilegal fazendo e acontencendo, sem falar a língua local, mas fazendo seu pé de meia sem pagar nenhum imposto...

Mas o que a inveja nos diz é que a grama do vizinho sempre é mais verde quando na verdade não é... Toda grama, por mais verde que seja, tem tb seus formigueiros.

Li um post essa semana que me fez refletir muito: eu sei que seria legar ter algo parecido com o que certas tem, mas seria legal lidar com os dilemas que eles tem? será que eu dou conta?

A verdade é que não se pode ter um sem o outro.Na hora certa tudo chega, não adianta a gente se apressar.Quanto mais a gente se apressa, mais doente emocionalmente a gente fica.Se vc sabe que a sua parte foi feita, relaxe! A única pessoa que pode cobrar de vc é vc mesma pq vc é quem se conhece. E se vc sabe que está fazendo o seu melhor, não tem porque se cobrar, só esperar agora.

Bjos!