Por que há questões que são melhor respondidas com novas indagações!

quarta-feira, 27 de abril de 2011

Ousadia

"Minha vontade é de romper com conceitos e toda a ordem estabelecida, mas então eu pondero. Pondero e fico ali, parecendo uma pessoa sensata e cheia de juízo(?), enquanto na realidade o que penso é bem o contrário do que vivo". 



Este parágrafo é parte do comentário que deixei para o Cacá e que rendeu o post passado. Então depois que escrevi ainda passei um tempo pensando. E me dei conta do quanto, irrefletidamente, fiz isso minha vida inteira. Eu sei onde estão minhas asas, mas eu sempre fugi delas, por medo de enlouquecer. Não enlouquecer em sentido figurado, mas medo da loucura, doenças psiquiátrica mesmo. Que loucura me dar conta disso agora! É tão libertador!!

Em muitas áreas da minha vida eu fiz assim. Foram sempre escolhas. Desde os amigos, os esportes, relacionamentos e questões profissionais. Eu sempre me encarcerei. Estou sempre aparando meus galhos, minhas asas. Eu me engaiolo o tempo inteiro. Sabia que fazia isso nos meus relacionamentos, não como gaiolas, mas como ninho. Eu sempre busquei pessoas que me dessem âncoras, um norte, por que sempre me senti tão perdida, sem estrutura... 

Então optei por me apaixonar (e casar) com a melhor pessoa que conheço. E se você o conhece sabe que não é adulação o que estou dizendo. Mas também a pessoa mais calma, tranquila e equilibrada que já encontrei. E tentei aprender com ele a ser assim, só que na verdade eu nunca quis ser pacata, eu só tinha medo de expor esta explosão que mora em mim. 

Sabe quando de repente tudo faz sentido? O período do final do ano passado e início deste ano,  a angústia, a sensação de estar perdida, um grito que não dava mais para sufocar. Ele sairia sozinho se eu não o libertasse. Então a sensação de estar sem esqueleto. Que não saí contando por aí por que era difícil até para mim de entender. Mas agora está claro demais! Estou escrevendo um tanto eufórica em enxergar tudo isso. Talvez você não consiga entender, não sei. É que abriu a cortina e tudo fez sentido. Eu perdi o medo. Não tenho mais medo de ser quem sou, de mostrar O QUE sou! E nem do julgamento que possa sofrer. Faz parte, é um risco que se corre. 

Outro dia estava conversando com o Vi sobre ousadia. Eu tenho enorme admiração por pessoas ousadas. Talvez por que, lá no fundo, eu soubesse o quanto desejava ser assim. E posso ser! Quando eu achava que outros estavam tolhindo minha liberdade não me dava conta que quem a tolhia era eu! Eu criei as muralhas e os alicerces, as algemas e amarras. Só eu posso soltá-las e é o que estou fazendo neste momento. Venho fazendo este tempo todo sem me dar conta. Agora é consciente, o que ajuda muito na caminhada.

Meu trabalho atual ajudou na reflexão e em breve vou contar tudo isso para vocês. É muito interessante e um julgamento que vivi me fez olhar para mim com olhos externos para então entender o que os olhos internos teimavam em não ver. Alê Nascimento, você tem noção do quanto isso está sendo interessante?

Não tenho mais medo dos livros que evitei, dos assuntos que encerrava antes de concluir, de estudar o que me fará refletir mais e mais. Não tenho mais medo de ouvir a opinião do outro, por mais divergente que seja da minha.  E principalmente, a partir de agora, vou domar meu medo de não aceitar esta opinião, seja ela de quem for. Ousarei tomar minhas próprias decisões, levem-me elas onde me levarem.
Eu sou assim, e isso é ótimo!

Beijos a todos,
Tati.

21 comentários:

Eu, para mim... disse...

Que lindo Tati!!
é tão bom qdo descobrimos algo de nós mesmas né? Tudo passa a fazer sentido e a gente pense, puxa, era simples assim? porque não enxerguei antes?
Desejo que vc se encontre mais e mais, cada dia mais, e seja finalmente quem vc deseja ser, ou seja, quem vc de fato é. Eu estou na busca tbm.

BJOOO!!!!

Bordados e Retalhos disse...

Tati estou amando essa sua nova fase de contatações... Essa imagem do peixe (na contra mão) ilustra muito bem o que vai por aí na sua cabeça e coração. Bjs querida

Alessandra Nascimento disse...

Sensacional amiga! Só falta fazer análise pra esta viagem ser ainda mais intensa. Vai chegar a hora...hahaha Bjs

Simone Aline disse...

Nooooossa Tati, escreveu para "nós"???? rsrsrs Ai, amiga... que sejamos "águias" sim, mas acima de tudo... que não tenhamos medo de voar!!!
Grande beijo! Suas visitas, seus comentários e suas postagens são valiosíssimas! =)

Camille disse...

Muito bom tudo isso Tati. Voce descobriu o que muita gente passa a vida toda sem descobrir: é somente VOCE quem se autoriza a viver de um jeito ou de ooutro. É voce quem faz suas escolhas, boas ou más. E tudo isso é mesmo libertador. Voce quer, voce pode, faz acontecer, a vida sua. Vai em frente.
Mesmo que voce de uma "enlouquecida" um dia voce nao vai pirar. Ja passou a epoca, voce nao tem a desestrutura do psi. Se tivesse, nao tinha essa constancia desse blog por exemplo, nao é mesmo? Que é a parte que conheço.
Muito bem moça, mãos a obra, agora é viver, com prudencia sim, mas com menos amarras.
Beijos e estou torcendo por voce,
Cam

✿ chica disse...

Eta coisa boa isso! Chega de medos, respeitos às vontades alheias.Vai, faz a tua vida e opções...

Seja autêntica, mostra a cara e a dá aos tapas que a vida quiser dar, olhando pra vida de frente, desafiando...rsr

Incorporei aqui e meus dedos sairam escrevendo,srsr beijos,tudo de bom e adorei! chica

Nilce disse...

Que ótimo Tati.
Na verdade é uma verdadeira libertação depois de uma catarse que só vai lhe fazer bem.
Torço por ti.

Bjs no coração!

Nilce

manuel marques disse...

Ousar é perder o equilíbrio momentaneamente. Não ousar é perder-se...

Beijo.

Bombom disse...

Tati, será que largou a crisálida e virou Borboleta?!!!
Quando a ousadia nos liberta e nos deixa voar por nossas asas, é positivo. Mesmo que haja muito boa gente que não goste e não aceite, mas esses serão sempre o outro lado do espelho, os negativos...
Bjs. Bombom

Bombom disse...

Venho de novo para agradecer muito a sua visita e comentário que só agora vi. Deixei lá uma resposta às suas dúvidas, mas não sei se será suficiente. Qualquer coisa que precise, estou ao seu dispôr. Bjs. Bombom

DeCoração com Fatinha Estrela disse...

Oi Tati obrigada pela visitinha lá no meu blog. Quanto as imagens q postei são de blogs internacionais e acho q a fonte são :ikea ,small place design e casa diez.
Espero q te ajude .
Bjs lindinha

Maria Célia disse...

Oi Tati, boa noite
Muito obrigada pelo comentário delicioso deixado no meu bloguito.
Que bom que você está se redescobrindo, sem medo de ser diferente de outras pessoas, sem medo de encarar a vida de frente.
O interessante no seu desabafo é que sempre achei que você fosse o contrário de tudo isto.
Fico muito feliz que você esteja se sentindo bem consigo mesma, e soltado as amarras.
Excelente, adorei.
Bjo

Clau Finotti disse...

Oi Tati!

Fiquei mega feliz com sua visitinha no meu post sobre a animação Rio e vim aqui na sua casa retribuir!

Olha só, sempre me culpo porque não sou o tipo de pessoa que olha algo aparentemente difícil se pergunta: porque não?

Tenho muita facilidade para aceitar convenções e dificuldade de lugar e insistir nas coisas que quero. Não sei exatamente quando foi que fiquei assim... ou será que sempre fui assim? Não sei... ainda bem que tenho uma irmã mais nova que vive ousando e apesar de mais velha, sempre fui na cola dela em tudo... hehehe...

Bjos.

Clau

حنان مصطفى disse...

Oie!
Cada vez mais aprendo algo aqui com seus posts, isso mesmo desprenda de tudo que não te faça bem, seja forte e não deixe ninguém vir te humilhar, seja mais que eles, pois sei que vc é um mulher guerreira. Beijkasss

✿Hanan Mustafa e as Florzinhas✿
www.trakinandocommamae.blogspot.com

Socorro Melo disse...

Olá, Tati!

Vencer o medo, arregaçar as mangas, e viver de forma autêntica é sinal de maturidade. A ousadia faz parte desse processo. Ousadia, pra mim, é sinônimo de coragem, e é preciso coragem e determinação para mudar paradigmas.
Seja você mesma,na sua essência, pois, me parece ser uma pessoa linda.Avante!

Um grande abraço
Socorro Melo

pensandoemfamilia disse...

Sabe Tati há algo dentro de cada um de nós que se chama intuição. Nem sempre é o racional que nos mostra as portas. Penso que vc está indo em busca desta que lhe falava ao pé do ouvido e que vc por medo de "enlouquecer" fugia...
.
bjs

Beth/Lilás disse...

Tati,
Fico feliz por você a cada dia descobrir-se e ficar mais forte.
E que bom quando encontramos certas respostas com clareza através da literatura. O Cacá está de parabéns então.
bjs cariocas

Tatiana disse...

Nossa Tati, so de ler da pra sentir a sua energia, o seu entusiasmo, a sua descoberta!!! Bom demais quando nos descobrimos ainda mais e conseguimos enfrentar os nossos medos!
Eu também tenho tanto para auto descobrir(humm...existe essa palavra?).
Sou ousada em algumas coisas e tao reservada em outras, muitas vezes sou essa contradição...rs.
Adorei teu post, minha querida!!!Quando li o do Be aí acima, nao tinha abaixado para ler o anterior, que bom que voltei!!
Beijocas!!

Cacá - José Cláudio disse...

Fui lá no Livro do Desassossego, do Pessoa para buscar esta:

"tudo é ousadia na vida daqueles que a nada se arriscam".

Parabéns, Tati! Abraço grande. paz e bem.

Lu Souza Brito disse...

Oi Tati,

Frente a frente com espelho e não só com ele. Quando descobrimos algo sobre nós mesmos que de alguma maneira nos prejudica e quando descobrimos os caminhos para nos libertar, traz um sentimento de liberdade indescritível.
Me leva com você Tati?
beijos

Alexandre Mauj Imamura Gonzalez disse...

isso tudo o que vc falou fica muito claro. mas não é de agora, faz tempo, é uma característica sua mesmo.

vc questiona, não engole tudo o que lhe é dito como certo, "deve ser assim", "é assim e pronto". pra vc tudo tem que ter sentido, sentimento, ter alguma razão de ser. e isso é maravilhoso, o mundo só se transforma por causa desse sentimento (senão gerações e gerações viveriam fazendo até hj as mesmas coisas que faziam os povos da idade média).

o bacana é que vc tem mta coragem de se encarar, de se "peitar". claro que há o medo de algumas coisas ,todos temos nosso sótão mental, cheio de monstros... mas vc tem a coragem de ir até o sótão e revirar tudo.

vc é uma pessoa admirável, falo isso com toda a sinceridade.

bjs